Busca avançada
Ano de início
Entree

Cultivo e diferenciação de células-tronco embrionárias em corpos embrióides

Processo: 16/03553-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Henrique Marques Barbosa de Souza
Beneficiário:Grazielle Celeste Maktura
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/09602-0 - Caracterização da rede de regulação cardiogênica controlada por Coup-TFII a partir de células-tronco embrionárias, AP.JP
Assunto(s):Diferenciação celular   Regulação da expressão gênica   Cultura de células   Células-tronco embrionárias   Corpos embrioides

Resumo

Um dos mistérios em se estudar a diferenciação de CTE como um modelo para o desenvolvimento embrionário é o fenômeno de se gerar, in vitro, células e tecidos embrionários sem que haja a sinalização localizada dos tecidos extraembrionários, fundamental para o desenvolvimento do embrião, e os movimentos morfogenéticos da gastrulação que culminam na origem e distribuição espacial dos três folhetos germinativos; ectoderma, mesoderma e endoderma. Este fenômeno tem sido amplamente estudado através da diferenciação espontânea de CTE em corpos embrióides, agregados celulares em formato de esfera que, quando cultivados em suspensão, mantêm uma relação tridimensional, onde diferentes programas de diferenciação celular são ativados nos corpos embrióides em regiões aleatórias. Resultados recentes obtidos no primeiro ano de execução deste projeto revelaram que o gene Coup-TFII encontra-se expresso em corpos embrióides em um padrão hemisférico, indo de encontro com a noção de padronização espacial aleatória observada em corpos embrióides em diferenciação. (AU)