Busca avançada
Ano de início
Entree

Os aspectos territoriais e as territorialidades da cadeia têxtil no período da globalização: um estudo do bairro paulistano da Mooca

Processo: 15/24502-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Regional
Pesquisador responsável:Marcelo Dornelis Carvalhal
Beneficiário:Bibiana Conceição Rezende
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ourinhos. Ourinhos , SP, Brasil
Assunto(s):São Paulo   Territorialização   Trabalho   Globalização   Indústria têxtil

Resumo

O processo de globalização/mundialização do capitalismo está pautado na deslocalização das grandes empresas e em sua multiterritorialização em redes de filiais, subcontratadas e franqueadas, de menor porte, pelo mundo, em uma estratégia de controle de mercados e exploração da mais valia dos lugares pelas vantagens locacionais e baixos custos de produção. Um dos segmentos sensíveis à essa desterritorialização e multiterritorialização é o da produção têxtil e de confecções, uma vez que se articula através de grandes marcas e grifes mundiais em uma ampla rede de oficinas de produção e costura, concentradas, sobretudo, em países periféricos. Uma vez que as facilidades são postas à determinada empresa para que esta se instale em determinada região, produz-se uma reorganização das relações de produção e trabalho, com impactos sobre o ordenamento do território. Sendo assim, a presente pesquisa tratará de compreender como se dá a territorialização das indústrias do ramo têxtil/confecções no bairro-região da Mooca, localizado na zona leste (centro expandido) da cidade de São Paulo, em uma das mais importantes aglomerações têxteis do país. A pesquisa se pautará na averiguação das consequências que a (multi)territorialização em questão acarreta em três âmbitos: para as empresas, para os trabalhadores e para a sociedade de consumo. Essa pesquisa se pautará, além da revisão bibliográfica, em levantamento e análise de dados secundários estatísticos (Rais, Seade e IBGE), sobre produção, estabelecimentos e empregos, produção de mapas temáticos em diversas escalas tratando da territorialidade da cadeia têxtil e, pesquisa de campo e realização de entrevistas para análise das relações entre atores envolvidos nesse segmento no bairro-região.