Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégia para ventilação com baixo volume corrente usando tubo coaxial de duplo lúmen: viabilidade e os efeitos na função e proteção pulmonar

Processo: 15/22751-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 04 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Marcelo Britto Passos Amato
Beneficiário:Nadja Cristinne Silva Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/16180-9 - Efeito a longo prazo da ventilação com tubo coaxial de duplo lúmen associado a frequência respiratória moderadamente alta na proteção e função pulmonar em um modelo experimental da Síndrome da Angústia Respiratória Aguda, BE.EP.PD
Assunto(s):Lesão pulmonar   Terapia intensiva   Respiração artificial

Resumo

A Síndrome do Desconforto Respiratório Aguda (SDRA) é caracterizada por shunt e aumento da ventilação de espaço-morto, resultando em hipoxia, aumento de gás carbônico e acidose respiratória. Historicamente, a ventilação mecânica com altos volumes correntes (VT=10-15 mL/kg) e altas pressões era recomendada em pacientes com SDRA para otimizar a troca gasosa. No entanto, há evidências convincentes que altos VTs podem lesionar tanto os pulmões previamente saudáveis quanto os doentes. O conceito de uma estratégia ventilatória protetora, ou seja, baixo VT (6 mL/kg) e pressão limitada (d30 cmH2O), no tratamento de pacientes com SDRA tem sido proposto como um método para reverter estes problemas. No entanto, a redução de VT pode resultar num aumento PaCO2, causando consequências potencialmente adversas. A intervenção imediata para reduzir o nível de CO2 consiste na redução do espaço-morto instrumental e aumento na frequência respiratória (FR), que deve ser realizada com cautela, uma vez que existe a hipótese que o aumento da FR pode ser, por si, prejudicial. Com este projeto, a candidata pretende explorar os efeitos de uma ferramenta chamada tubo coaxial de duplo lúmen, que possibilita uma significativa redução do espaço morto instrumental. O estudo será realizado em um modelo animal (suínos) após a indução da lesão pulmonar. Os objetivos esperados da investigação são que a associação do tubo coaxial e FR moderadamente altas (40-60 imp) permita manter a PaCO2 em níveis clinicamente aceitáveis e possibilite o uso de volumes correntes ultra-protetores (abaixo de 4-5 mL/kg).