Busca avançada
Ano de início
Entree

Dor e estresse em crianças internadas em unidade de terapia intensiva pediátrica

Processo: 15/16977-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Pesquisador responsável:Maria Beatriz Martins Linhares
Beneficiário:Nátali Castro Antunes Caprini Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Estresse psicológico   Cuidados intensivos   Dor aguda   Criança hospitalizada

Resumo

Objetivo: Avaliar a intensidade de dor aguda e o comportamento de estresse em crianças na fase pré-escolar, internadas em unidade pediátrica de cuidados intensivos, comparando grupos diferenciados pelo tipo de tratamento e fase de desenvolvimento das crianças. Método: Estudo de corte transversal. A amostra do estudo será composta por 50 crianças pré-escolares, com idade entre dois e seis anos, que estejam internadas no Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. A amostra atenderá os seguintes grupos: a) dois grupos com características homogêneas, sendo um de crianças na fase pós-operatória e outro de crianças com tratamento clínico em andamento; b) dois grupos de diferentes faixas etárias, sendo um de 2 a 3 anos e outro de 4 a 6 anos. Para avaliação dos indicadores de dor serão aplicadas: A escala COMFORT diariamente pela equipe médica para obtenção dos indicadores de dor em condição de cuidados intensivos, e a escala FLACC (Face, Legs, Activity, Cry and Consolability) aplicada especificamente durante dois procedimentos dolorosos de punção. A avaliação dos indicadores de estresse negativo será realizada por meio da escala de estresse OSBD-R (Observational Scale of Behavioral Distress-Revised) para pontuação dos sintomas de estresse da criança. Para obtenção dos indicadores da história dos procedimentos de dor e estresse do ambiente será aplicado a escala NISS adaptada para contexto de cuidados intensivos em unidade pediátrica. Análise dos dados: Será realizada uma análise descritiva em termos de média e desvio padrão para as variáveis numéricas e frequência e porcentagem para as variáveis categóricas. O teste de correlação de Pearson será utilizado para a análise de associação entre duas variáveis contínuas. A comparação entre dois grupos independentes será processada por meio do teste t de Student. O nível de significância de 5% (pd0,05) será adotado em todos os testes do estudo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
N.C.A.C. OLIVEIRA; C.M. GASPARDO; M.B.M. LINHARES. Pain and distress outcomes in infants and children: a systematic review. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 50, n. 7 2017. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.