Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre doenças crônicas não-transmissíveis, raça e fatores genéticos no Brasil: dissecando disparidades sociais e biologia em doenças cardiovasculares

Processo: 15/23445-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Alexandre da Costa Pereira
Beneficiário:Alexandre da Costa Pereira
Anfitrião: Cristine E. Seidman
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado ao auxílio:13/17368-0 - Genômica cardiovascular: mechanismos & novas terapias - CVGen mech2ther, AP.TEM
Assunto(s):Genética   Hipertensão   Cardiologia   Doenças cardiovasculares   Fatores de risco

Resumo

A presente proposta é parte de um projeto colaborativo cujo objetivo é o estudo de fatores genéticos associados à doenças cardiovasculares na população brasileira. Neste projeto, alunos de graduação e de pós-graduação tanto da Universidade de São Paulo, quanto da Universidade de Harvard, já têm participado através da condução de experimentos sob a supervisão do Prof. Alexandre Pereira do lado brasileiro, e da Profa. Christine Seidman do lado americano.Durante o ano referente ao período de concessão do auxílio, nosso objetivo é conduzir análises que busquem entender a diferente participação de fatores genéticos, ancestralidade, e fatores socio-econômicos numa coorte brasileira de pacientes hipertensos. Especificamente, buscaremos extender observações iniciais realizadas no laboratório da Profa. Seidman em amostras americanas, através da determinação de variantes genéticas raras do sistema renina-angiotensina, aldosterona (SRA) e de sua participação na resposta anti-hipertensiva em indivíduos da população brasileira. Serão sequenciados nove genes do sistema RAA em 200 pacientes, selecionados a partir de suas ancestralidades genéticas e resposta à medicação anti-hipertensiva. A parte clínica deste trabalho já foi realizada e é parte do ensaio clínico, randomizado, multi-cêntrico, ReHOT, coordenado por nosso grupo do Instituto do Coração (USP). Essas análises têm por objetivo testar a hipótese de que subgrupos específicos de pacientes hipertensos (como negros, por exemplo) têm frequência enriquecida para variantes dos SRA que são deletérias e que, por este motivo, são menos responsivos ao tratamento com inibidores da ECA (iECA). Através da associação de dados provenientes da miscigenação genética da população brasileira nós esperamos aumentar nosso conhecimento sobre a origem destas variantes, bem como sugerir que algoritmos de estratificação de risco baseados nesta informação possam ser custo-efetivos e implentados à prática clínica.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TITAN, SILVIA M.; VENTURINI, GABRIELA; PADILHA, KALLYANDRA; GOULART, ALESSANDRA C.; LOTUFO, PAULO A.; BENSENOR, ISABELA J.; KRIEGER, JOSE E.; THADHANI, RAVI I.; RHEE, EUGENE P.; PEREIRA, ALEXANDRE C. Metabolomics biomarkers and the risk of overall mortality and ESRD in CKD: Results from the Progredir Cohort. PLoS One, v. 14, n. 3 MAR 18 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.