Busca avançada
Ano de início
Entree

Ligas de titânio com granulação ultrafina para aplicações biomédicas

Processo: 16/04278-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Walter José Botta Filho
Beneficiário:Bruna Fernanda Batistão
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/05987-8 - Processamento e caracterização de ligas metálicas amorfas, metaestáveis e nano-estruturadas, AP.TEM
Assunto(s):Biomateriais   Mudança de fase   Ligas de titânio

Resumo

Com o aumento da expectativa de vida, e consequente envelhecimento da população a utilização de biomateriais torna-se cada vez mais necessário para substituir ou auxiliar partes do corpo humano eventualmente perdidas ou deterioradas. Ti e ligas de Ti tem desempenhado um papel importante nesta área, pois muitas vezes além da biocompatibilidade, as propriedades mecânicas precisam ser elevadas, para satisfazer grandes solicitações, como por exemplo, no caso de implantes dentários. A otimização das propriedades mecânicas tem justificado a pesquisa e uso de novas ligas de Ti ou novas técnicas de processamento. Nesse contexto, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo utilizar um processo de deformação plástica severa (SPD, do inglês, severe plastic deformation) em titânio e ligas de titânio para a obtenção de nanoestruturas de elevada resistência mecânica. O projeto envolve: (a) a escolha de ligas, (b) processamento através da técnica de SPD conhecida como torção sob alta pressão (HPT, high pressure torsion), (c) a caracterização microestrutural através da microscopia eletrônica de varredura (MEV) e de transmissão (MET) e (d) medidas das propriedades mecânicas através de ensaios de microdureza.