Busca avançada
Ano de início
Entree

História da minha vida: história, memória e cultura da comunidade madeirense em São Paulo (anos 1950-1960)

Processo: 15/22774-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Maria Izilda Santos de Matos
Beneficiário:Nelly de Freitas Moreli Rocha
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Sociais. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):São Paulo   Imigração   Identidade cultural   História oral   Memória cultural

Resumo

O projeto propõe-se a estudar a imigração do arquipélago português da Madeira para o Estado de São Paulo nas décadas de 1950 e 1960. Nesse período, Portugal era caracterizado pela política conservadora e autoritária do governo salazarista que impôs o esforço de guerra para preservar as colônias, conduzindo o país em direção a graves crises econômicas e sociais, intensificando o fenômeno migratório para o Brasil onde, depois da II Guerra Mundial, necessitava-se de trabalhadores para alimentar os projetos de desenvolvimento industrial e urbano em curso, sobretudo no Estado de São Paulo. Para tanto, pretende-se realizar entrevistas orais com imigrantes madeirenses chegados em São Paulo dentro desse recorte cronológico e que ainda frequentam a associação Casa Ilha da Madeira, a fim de rastrear as trajetórias individuais e coletivas e contribuir a um melhor entendimento da história, da memória e da cultura madeirense que se inscreveu no espaço urbano paulistano. Assim, espera-se, será possível compreender melhor como esses indivíduos tornaram-se «fatores de transformações» na estrutura e na dinâmica da população nas comunidades onde se inseriram na cidade de São Paulo (CANDIDO, 1998, p. 32-33). A escolha do estudo da imigração portuguesa no Brasil fez-se, entre as razões que esporemos abaixo e também pela contínua atualidade do tema, a crise na Europa tem forçado muitos portugueses a ver novamente no Brasil, uma terra de conveniência.Finalmente, este projeto deriva e complementa as pesquisas anteriores ultimadas no doutorado intitulado Des vignes aux caféiers : Étude socio-économique et statistique sur l'émigration de l'archipel de Madère vers São Paulo à la fin du XIXe siècle (Université Paris-Sorbonne), publicado recentemente em Portugal (DE FREITAS, 2014). (AU)