Busca avançada
Ano de início
Entree

Possibilidades e limites da política social brasileira e portuguesa sobre a temática da modalidade de trabalho social em redes

Processo: 16/02582-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 05 de maio de 2016
Vigência (Término): 04 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Pesquisador responsável:Sílvio José Benelli
Beneficiário:Ana Claudia Fagundes Miguel de Souza
Supervisor no Exterior: Cristina Maria Pinto Albuquerque
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Coimbra (UC), Portugal  
Vinculado à bolsa:14/16435-9 - O tema do trabalho em rede na política nacional de atendimento à criança e ao adolescente e na assistência social: uma análise dialética, BP.IC
Assunto(s):Assistência social

Resumo

No âmbito das transformações da política social em Portugal e no Brasil o apelo à sociedade civil e ao trabalho em rede tem vindo a assumir cada vez maior importância, sendo essencial a compreensão crítica de como tal trabalho se estrutura, bem como das possibilidades e limitações que comporta no que concerne nomeadamente à governança, à inovação e à concretização de direitos e expectativas sociais. Assim sendo, pretendemos realizar uma análise comparativa e crítica sobre o tema do trabalho social em redes na política social brasileira e portuguesa, a partir sobretudo, do quadro teórico do materialismo histórico. Uma parte dessa pesquisa já está em andamento no Brasil. O estágio de pesquisa no exterior, com a duração de três meses, em Coimbra, Portugal, contribuirá para estudar, ainda que brevemente, esse assunto nesse país, para o que já contamos com aceite institucional de supervisor da Universidade de Coimbra. Problematizaremos dialeticamente o sentido atribuído ao termo trabalho social em redes a partir do discurso oficial português presente na bibliografia e em trabalhadores (as) e decisores (as) das organizações sociais públicas e privadas de intervenção social pertencentes ao Programa Rede Social na cidade de Coimbra (Portugal), investigando as possibilidades e limites do trabalho em rede, refletindo sobre suas contradições e os aspectos econômicos, sociais e culturais envolvidos nesse tipo de gestão social nos dois países.