Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da aplicação tópica de lidocaína ou bupivacaína na cicatrização de feridas cirúrgicas em cães

Processo: 15/24955-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Bruno Watanabe Minto
Beneficiário:Laura Zanato
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Pele   Cicatrização   Cirurgia veterinária   Cães

Resumo

A cicatrização é um processo complexo e multifacetado que envolve diversos fatores, inclusive a comunicação química entre células e o meio extracelular. Substâncias aplicadas nas feridas ou ao redor delas potencialmente são capazes de interferir com o processo cicatricial, inclusive os anestésicos locais. Nesse estudo, propõe-se avaliar a interferência da lidocaína ou bupivacaína aplicadas localmente na cicatrização de feridas cirúrgicas em cães. Serão utilizados 30 animais da espécie canina, hígidos, não castrados, sem restrição de raça, sexo, idade e peso, divididos em 3 grupos experimentais. Estes serão oriundos do projeto de castração para controle populacional. Após anestesia geral, todos os cães serão submetidos à ovariosalpingohisterectomia (OSH) ou orquiectomia. No período transoperatório será realizada 1 ferida cirúrgica circular na região abdominal com auxílio de um punch de 1 cm de diâmetro. Nos cães do Grupo 1 será instilado 0,1 ml de lidocaína [20mg/ml] sem vasoconstritor; no Grupo 2 será instilado 0,1 ml de bupivacaína [5mg/ml] sem vasoconstritor; e no Grupo 3, 0,1 ml de solução fisiológica 0,9% (controle). As feridas serão suturadas e avaliadas macroscopicamente após 1, 3 e 10 dias. Ao término desse período, será realizado uma biópsia incisional das lesões com margem de 2 mm de pele íntegra e o tecido será enviado para avaliação histopatológica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.