Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da ação do estrógeno e do hormônio tireoidiano na expressão dos RNAs não codificantes em células osteoblásticas derivadas do tecido adiposo

Processo: 16/04115-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Celia Regina Nogueira
Beneficiário:Lucas Solla Mathias
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/16406-9 - Avaliação da ação do estrógeno e do hormônio tireoidiano na expressão dos RNAs não codificantes em células osteoblásticas derivadas do tecido adiposo, AP.R
Assunto(s):Endocrinologia   Osteoblastos   Análise de sequência de RNA   Tri-iodotironina   Estrógenos

Resumo

O tecido ósseo é extremamente complexo e regulado por fatores sistêmicos e locais. Apresenta uma considerável atividade metabólica envolvendo a remoção do osso mineralizado pelos osteoclastos seguido pela formação da matriz óssea pelos osteoblastos. A associação de T3 e E2 pode levar a uma resposta complexa à atividade do tecido ósseo sendo que o T3 possui efeito tanto sobre a reabsorção como na formação óssea e o E2 em baixo nível pode levar a osteoporose e no estado normal garante a supressão de citocinas como RANK, RANKL e OPG que participam ativamente no remodelamento ósseo. Dessa forma, muitos estudos têm sido realizados com o objetivo de verificar a ação hormonal sobre o metabolismo ósseo. Entre essas pesquisas têm sido isolada células tronco mesenquimais a partir do tecido adiposo humano e diferenciadas em osteoblastos. Esse fenômeno da diferenciação celular pode ser iniciado por diversos fatores incluindo a expressão de alguns genes específicos a vários mecanismos reguladores da expressão gênica como os RNAs não codificantes small non-codingRNAs) -microRNAs (miRNAs) e small interferingRNAs (siRNA). Desse modo, identificar os small RNAs comprometidos com a diferenciação osteoblástica a partir do sequenciamento quantitativo do transcriptoma pode levar a respostas mais complexas no metabolimos ósseo. Assim, o presente estudo permite analisar o processos de diferenciação dos osteoblastos e o perfil do transcriptoma na progressão à osteoclastogênese estimulada pelo hormônio tireoidiano e estrógeno, além de identificar small RNAs com potencial aplicação para reversão ou manutenção desses processos, numa área extremamente eminente dentro da biologia óssea. (AU)