Busca avançada
Ano de início
Entree

Metabolismo secundário e ontogenia de espécies de Piper

Processo: 16/00778-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Convênio/Acordo: NSF - Dimensions of Biodiversity e BIOTA
Pesquisador responsável:Massuo Jorge Kato
Beneficiário:Andrés Camilo Guerrero Perilla
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50316-7 - Dimensões US-BIOTA São Paulo: diversidade de interações multi-tróficas quimicamente mediadas em gradientes nos trópicos, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Ecologia química   Metabolismo secundário   Ontogenia   Piperaceae

Resumo

Piperaceae é uma família de plantas tropicais e sub-tropicais (ervas, arbustos, pequenas árvores e cipós) de grande importância econômica, é também usada na Medicina popular e como ornamental. Mais de 2000 espécies de Piper foram identificadas e suas espécies são conhecidas pela variedade de atividades biógicas. Misturas de metabolitos secundários com suas consequentes propriedades evoluíram porque cada composto pode possuir diferentes mecanismos para atuar contra herbívoros específicos. No entanto, também é possível que as misturas defensivas resultar em efeitos sinérgicos contra uma diversidade de herbívoros. O projeto visa estudar espécies de Piper com o objetivo de determinar um padrão de diferenciação geral da composição química durante o processo de desenvolvimento (ontogenia). Os locais de estudo focais para este projeto foram escolhidos com base em vários critérios como: a) dados preliminares suficientes; b) infraestrutura adequada nos locais de investigação propostas e c) presença de uma vasta gama de latitude, altitude e variáveis climáticas. As amostras serão analisadas por HPLC-DAD e NMR (500-800 MHz), bem como por quimiometria (análise de componentes principais) para obter informações sobre as mudanças na sua composição química. As plântulas serão obtidas a partir de sementes e/ou de propagação clonal de espécies cultivadas no jardim do Instituto de Química (50 espécies de Piper aproximadamente). Os principais tipos de metabólitos secundários serão determinados e testados contra pragas de insetos em um esforço para caracterizar possiveis efeito e sobre inimigos naturais, como espécies de Eois e, eventualmente, seus parasitoides. Os estudos de campo serão realizados para se avaliar como diferentes composições ao longo da ontogenia podem afetar a herbivoria. (AU)