Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional de mutações em canais de sódio associadas à epilepsia

Processo: 16/03896-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Iscia Teresinha Lopes Cendes
Beneficiário:Demetrio Saul Lindo Samanamud
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07559-3 - Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia - BRAINN, AP.CEPID
Assunto(s):Neurologia   Epilepsia   Encefalopatias   Doenças raras   Epilepsias mioclônicas   Mutação   Canais de sódio disparados por voltagem   Técnicas in vitro
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Encefalopatia epiléptica da infância | Epilepsia genética | gene SCN1A | Mutações em canais de sódio voltagem dependente | SÍndrome de Dravet | Neurologia

Resumo

Atualmente é reconhecido que muitas síndromes epilépticas têm um importante componente genético, e várias são monogênicas. SCN1A é o gene que codifica a sub-unidade alfa do canal de sódio voltagem dependente (Nav1.1). Este canal é um complexo multiproteico, cuja função é regular o transporte de sódio. Mutações em SCN1A podem deteriorar o controlo do fluxo de sódio, e pode resultar no influxo anormal de sódio em neurônios, interrompendo a atividade de canal e conduzindo a hiperexcitabilidade neuronal e epilepsia. A maioria dos pacientes com síndrome de Dravet (DS), uma forma de epilepsia grave na infância, tem mutações em SCN1A. De fato, estudos anteriores de nosso grupo descobriu que 81% dos pacientes com DS têm mutações de novo em SCN1A, além disso, foi descrito que mutações em SCN1A pode estar presente em outras formas de epilepsia, bem como de outras mutações dos canais iônicos podem estar presentes em pacientes com epilepsia. Isto coloca problemas adicionais na interpretação do impacto patogênico destas mutações na função da proteína. Por isso, estudos funcionais Nav1.1 (bem como de outros canais iônicos) são importantes tanto para confirmar os resultados que foram previamente previstos exclusivamente por análise in silico, como para caracterizar mutações que não podem ser classificadas por ferramentas de bioinformática. Neste contexto, nosso principal objetivo é realizar a análise funcional por estudos in vitro de Nav1.1 mutado, bem como canais iônicos adicionais. Vamos introduzir uma variedade de variantes em SCN1A, que foram previamente identificados, em nossa coorte de pacientes com DS e pelo menos três variantes normais usando as recém-descritas ferramentas de edição genética. Além disso, vamos realizar uma variedade de medidas biofísicas, a fim de caracterizar a função de canal iônico. Esperamos que nossos resultados não só iram ajudar a melhorar o diagnóstico molecular de pacientes com SD e outras epilepsias, mas também nos ajudará a compreender melhor a repercussão da variabilidade genética (ambos normais e patológico) nos aspectos funcionais de canais de sódio Nav1.1 e outros canais de iônicos relacionados com a epilepsia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SAMANAMUD, Demetrio Saul Lindo. Construção e caracterização eletrofisiológica inicial de um sistema in vitro expressando o gene SCN1A selvagem e mutações associadas a Síndrome de Dravet. 2022. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Médicas Campinas, SP.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.