Busca avançada
Ano de início
Entree

Treinamento auditivo formal em crianças com otite média submetidas a miringotomia com colocação de tubo de ventilação

Processo: 16/04142-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Maria Francisca Colella dos Santos
Beneficiário:Anila Gabriela Roncolato
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/04039-1 - Avaliação do sistema auditivo periférico e central de crianças com histórico de otite média submetidas à miringotomia com colocação de tubo de ventilação, AP.R
Assunto(s):Audiologia   Otite média   Transtornos da audição   Treinamento auditivo

Resumo

A integridade anátomo fisiológica do sistema auditivo, em suas porções periférica e central, constitui um pré-requisito para o desenvolvimento adequado da função auditiva. O Sistema Nervoso Auditivo Central pode ser prejudicado por diversas intercorrências, entre elas a otite média (OM). Episódios frequentes de OM pode ser um dos possíveis fatores para o distúrbio do processamento auditivo. Um dos procedimentos propostos na intervenção em indivíduos com distúrbio do processamento auditivo é o treinamento auditivo (TA), que é fundamentado no princípio da neuroplasticidade. O objetivo deste estudo é analisar o efeito do treinamento auditivo formal em crianças com histórico de OM submetidas à MTV, nos primeiros seis anos de vida. Serão avaliados 45 sujeitos, com desenvolvimento típico, histórico de MTV bilateral, idade entre 8 -16 anos, reunidos aleatoriamente em três grupos: Grupo 1 constituído por 15 crianças que serão submetidas ao treinamento auditivo formal; Grupo 2 formado por 15 crianças que realizarão treinamento placebo (visual) e Grupo 3 composto por 15 crianças que não serão submetidas a nenhum procedimento de reabilitação. Serão utilizados para avaliação do sistema auditivo procedimentos comportamentais com sons verbais e não verbais. Em seguida, ocorrerá o processo de intervenção, treinamento auditivo formal (TA), treinamento placebo (visual) ou nenhum treinamento. O TA aplicado será do tipo formal em cabina acústica. Todas as crianças serão reavaliadas após as 8 sessões de treinamento, independente do procedimento realizado.