Busca avançada
Ano de início
Entree

Soja micronizada sobre o desempenho e digestibilidade de leitões na fase inicial e efeitos residuais nas fases de crescimento e terminação

Processo: 16/05775-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Fábio Enrique Lemos Budiño
Beneficiário:Camila de Miranda e Silva Chaves
Instituição-sede: Instituto de Zootecnia. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Nova Odessa , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/12191-8 - Soja micronizada sobre o desempenho e digestibilidade de leitões na fase inicial e efeitos residuais nas fases de crescimento e terminação, AP.R
Assunto(s):Produção animal   Características de carcaça   Qualidade da carne   Suinocultura   Proteômica   Suínos

Resumo

Visto que o desmame é uma fase de grande estresse para o leitão, buscam-se ingredientes que possam ser inseridos na dieta de leitões desmamados, estimulando o consumo, melhorando a digestibilidade das dietas e reduzindo o nível de transtornos alimentares no pós-desmame. O farelo de soja (FS), apesar de ser uma opção economicamente viável traz consigo vários fatores que dificultam seu uso in natura. Nesse contexto, surge a soja micronizada (SM), que é tratada termicamente e reduzida a partículas pequenas, sendo capaz de inibir fatores antinutricionais da soja, além de aumentar a solubilidade e facilitar a assimilação de seus nutrientes. Com o objetivo de avaliar o efeito da substituição do farelo de soja por soja micronizada na dieta de leitões desmamados, será realizado experimento no Setor de Suinocultura do Instituto de Zootecnia. Serão testados cinco níveis de substituição do FS pela SM (0%, 25%, 50%, 75% e 100%). O experimento será dividido em três períodos: Período 1 - ensaio de desempenho da fase inicial, o qual serão utilizados 70 leitões com peso homogêneo e idade de 21 dias, distribuídos em blocos completos casualizados (definidos pelo peso inicial e sexo) com cinco tratamentos, sete repetições (blocos) por tratamento e dois animais por unidade experimental (baia), serão avaliados ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar, índice de diarreia e viabilidade econômica. Período 2- ensaio de desempenho nas fases de crescimento/terminação para a avaliação dos efeitos residuais do primeiro período sobre o desempenho, consumo alimentar residual (CAR), características de carcaça, qualidade da carne e proteômica, sendo utilizado os mesmos animais do Período 1. Período 3 - ensaio de digestibilidade, no qual serão utilizados 25 leitões em gaiolas metabólicas com cinco repetições por tratamento, utilizando o método da coleta total de fezes e urina e, testando as mesmas dietas experimentais do Período 1. Os dados serão analisados através do programa MIXED do SAS.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.