Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito in situ de um óleo vegetal associado ou não ao fluoreto na prevenção do desgaste dentário erosivo

Processo: 16/05347-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Daniela Rios Honório
Beneficiário:Bianca Tozi Portaluppe Bergantin
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Erosão dentária   Esmalte dentário

Resumo

Devido à alta prevalência de erosão dentária encontrada nos últimos anos, tem se buscado terapias para prevenir a ocorrência ou inibir o avanço desta alteração. O objetivo desse trabalho é avaliar in situ o efeito protetor do azeite de dendê sozinho ou combinado com uma solução fluoretada contra o desgaste dentário erosivo. Este estudo in situ do tipo cruzado e cego (para o pesquisador) envolverá um desenho aleatorizado em blocos (voluntário), sendo realizado em quatro fases (uma por grupo) de 5 dias, durante os quais voluntários utilizarão dispositivos intrabucais palatinos contendo 2 espécimes de esmalte bovino por grupo. Aproximadamente 150 dentes bovinos serão cortados em fragamentos de esmalte 4x4mm, planificados e polidos para realização da dureza superficial e da perfilometria inicial para seleção dos espécimes. Então, 96 blocos de esmalte selecionados pela dureza superficial inicial serão aleatorizados entre os quatro grupos em estudo: GI - Azeite de dendê (tipo e concentração determinado no processo FAPESP nº 2014/00102-0); GII - Azeite de dendê em solução fluoretada (Elmex Erosion protection, GABA International AG, Grabetsmattweg, Suíça); GIII - Água deionizada (controle negativo); GIV - Solução fluoretada (Elmex Erosion Protection, GABA International AG, Grabetsmattweg, Suíça) (controle positivo). Durante o período in situ, (4 vezes ao dia e durante 5 dias) os voluntários deverão tratar os blocos presentes nos dispositivos intrabucais com a emulsão/solução teste pela administração de 5 gotas sobre cada bloco de esmalte por 30 segundos e em seguida, reinseri-los na cavidade bucal por 2 minutos para simular a ação de lavagem exercida pela saliva humana. Em seguida, o dispositivo será removido da cavidade bucal e imerso em 50 ml de ácido cítrico 0,05 M durante 2 minutos. Após cada ciclagem, os dispositivos intrabucais deverão ser lavados em água corrente e recolocados na boca. A variável de resposta utilizada será a perfilometria, sendo que será realizada a análise perfilométrica de cada espécime antes e após o experimento. Os gráficos obtidos de cada espécime serão sobrepostos e as medidas de perda de esmalte serão realizadas. Os dados serão verificados quanto à distribuição normal e homogeneidade. Após esta verificação será aplicado o teste estatístico mais adequado aos resultados (paramétrico ou não-paramétrico), considerando os fatores sob estudo. O nível de significância adotado em todos os testes será de 5%.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
IONTA, FRANCINY QUEROBIM; BARROS DE ALENCAR, CATARINA RIBEIRO; DOS SANTOS, NATALIA MELLO; PORTALUPPE BERGANTIN, BIANCA TOZI; VAL, POLIANA PACIFICO; HONORIO, HEITOR MARQUES; DE OLIVEIRA, THAIS MARCHINI; RIOS, DANIELA. Effect of palm oil alone or associated to stannous solution on enamel erosive-abrasive wear: A randomized in situ/ex vivo study. ARCHIVES OF ORAL BIOLOGY, v. 95, p. 68-73, NOV 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.