Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos ecológicos, morfológicos e patológicos do parasitismo por tricodinídeos em girinos de rã-touro (Lithobates catesbeianus, Shaw, 1802)

Processo: 15/21626-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Fabiana Pilarski
Beneficiário:Lindomar de Oliveira Alves
Instituição-sede: Centro de Aquicultura (CAUNESP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Ranicultura   Prevalência   Biossegurança   Controle biológico

Resumo

A produção de girinos é uma etapa crítica dentro da ranicultura intensiva, pois se realizada corretamente garantirá desempenho satisfatório nas fases subsequentes de imago e engorda. Enfermidades parasitárias podem ocasionar perdas na produtividade, devido às lesões, muitas vezes irreversíveis e facilitar a instalação de agentes oportunistas que levam o hospedeiro à morte. Dentre os ectoparasitos que causam doenças em girinos, encontram-se os tricodinídeos. Assim, o objetivo deste trabalho será estudar a ecologia, a taxonomia e a patologia dos tricodinídeos que causam imensos prejuízos na aquicultura mundial, além de avaliar as variáveis limnológicas dos tanques de girinagem. Os girinos (n=50 por ranicultura) serão coletados em três raniculturas comerciais e serão transportados vivos em embalagens plásticas até o Laboratório de Patologia de Organismos Aquáticos. Os tricodinídeos encontrados serão quantificados e lâminas, contendo os parasitos, serão impregnadas com nitrato de prata a 2% e coradas com Giemsa. A morfometria dos parasitos será realizada com o auxílio do software Image Pro Plus® (Media Cybernetics, Inc., Rockville, Estados Unidos) enquanto a morfologia será descrita a partir de desenhos esquemáticos vetorizados produzidos com o software CorelDRAW® X6 (Corel Corporation, Ottawa, Canadá). Amostras de tegumento dos animais serão coletadas e utilizadas para confecção de lâminas histológicas e análise de microscopia eletrônica de varredura para posterior avaliação das lesões existentes e aspecto morfológico do parasito. Espera-se com este trabalho determinar a relação parasito/hospedeiro em girinos de rãs-touro e estabelecer protocolos para prevenção deste parasito. (AU)