Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise biomecânica de pele de cadáveres de cães submetidos à fixação por até 4 meses em formaldeído e conservação em solução aquosa de cloreto de sódio a 30%

Processo: 15/26180-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Fabrício Singaretti de Oliveira
Beneficiário:Nathalia Franzoni Smargiassi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Cirurgia veterinária   Anatomia animal   Biomecânica   Pele de animal   Formaldeído   Cloreto de sódio

Resumo

Para que não haja deterioração dos tecidos, as peças anatômicas são fixadas, e o formaldeído é o fixador e conservante mais utilizado e, embora ainda seja muito utilizado nos laboratórios de anatomia, é prejudicial à saúde. Outros agentes, como o cloreto de sódio, já foram testados com sucesso na conservação de peças anatômicas. Atualmente, é imperioso ter muito critério quanto ao uso de animais em pesquisa e atividades de ensino e, consequentemente, a busca por métodos alternativos à este uso e que não tragam prejuízo acadêmico ou científico é essencial. Assim, objetiva-se, com este trabalho, determinar o efeito biomecânico, na pele, de cadáveres de cães submetidos à fixação por até 4 meses em formaldeído e conservação em solução de cloreto de sódio a 30%. Serão quantificadas as alterações na resistência cutânea, medida em Newtons ou Kgf durante o teste de tração biomecânica, nos momentos 30, 60, 90 e 120 dias de fixação em formaldeído, e 30, 60, 90 e 120 dias de conservação em solução aquosa de cloreto de sódio a 30%. Determinar-se-á se a fixação por longo período (até 120 dias), com posterior conservação em solução aquosa de cloreto de sódio, altera a resistência da pele. A comparação com o grupo controle (de cadáveres frescos) definirá se há similaridade dos dados, recomendando ou não o uso destes cadáveres para o ensino da técnica cirúrgica em tecido cutâneo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)