Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de anticorpos monoclonais murinos reconhecedores de células tumorais prostáticas

Processo: 15/21884-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Andrei Moroz
Beneficiário:Rodrigo de Almeida
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias da próstata   Biofármacos   Anticorpos monoclonais

Resumo

O câncer de próstata (CaP) é o câncer mais diagnosticado e a segunda causa de mortes por câncer entre os homens na América e nos países da Europa Ocidental. No Brasil, o número de novos casos de CaP estimado para o ano de 2014 foi de 68.800. A forma mais letal do CaP é aquele resistente a castração, para o qual os tratamentos disponíveis conferem sobrevida média de 24 meses, mas não há terapias curativas efetivas. Por isso, tratamentos adjuvantes associados aos tratamentos de quimioterapia e radioterapia têm grande importância e, dentre eles, se destaca à imunoterapia passiva que faz uso de anticorpos monoclonais, ferramentas que também tem importante papel para o diagnóstico e estadiamento da doença. Neste sentido, este projeto tem por objetivo a produção e caracterização de um painel de anticorpos monoclonais murinos, diferencialmente dirigidos contra células tumorais prostáticas humanas. Inicialmente, será realizada a imunização subtrativa com ciclofosfamida em camundongos BALB/C (linhagem celular RWPE-1 usada como tolerógeno e linhagem LNCaP como imunógeno). Após todas as etapas clássicas da obtenção dos clones de hibridomas, os anticorpos, depois de produzidos, terão sua classe e subclasse determinada e serão testados em blocos de tecidos tumorais prostáticos humanos, armazenados em serviço de patologia, com a finalidade de se comprovar a sua utilidade diagnóstica e de estadiamento. Além disso, reações de western blotting serão realizadas para se determinar o peso molecular aproximado da proteína identificada. Finalmente, serão caracterizadas as possíveis atividades antitumorais diretas dos dois melhores anticorpos obtidos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE ALMEIDA, RODRIGO; NAKAMURA, CECILIA NAOMI; DE LIMA FONTES, MARINA; DEFFUNE, ELENICE; FELISBINO, SERGIO LUIS; KANENO, RAMON; FAVARO, WAGNER JOSE; BILLIS, ATHANASE; CERRI, MARCEL OTAVIO; FUSCO-ALMEIDA, ANA MARISA; MENDES GIANNINI, MARIA JOSE; MOROZ, ANDREI. Enhanced immunization techniques to obtain highly specific monoclonal antibodies. mAbs, v. 10, n. 1, p. 46-54, 2018. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALMEIDA, Rodrigo de. Obtenção de anticorpos monoclonais murinos reconhecedores de células tumorais prostáticas humanas. 2017. 73 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Farmacêuticas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.