Busca avançada
Ano de início
Entree

Paleobiologia da Bacia de Itajaí (Ediacarano? Santa Catarina): implicações evolutivas e paleoecológicas

Processo: 16/01827-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Paleozoologia
Pesquisador responsável:Mírian Liza Alves Forancelli Pacheco
Beneficiário:Bruno Becker Kerber
Instituição-sede: Centro de Ciências Humanas e Biológicas (CCHB). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/21886-0 - O alvorecer de ecossistemas complexos: desvendando e comparando aspectos de preservação excepcional entre as paleobiotas de Itajaí (Ediacarano, Brasil) e Francevillian (Paleoproterozóico, Gabão), BE.EP.DR
Assunto(s):Ediacarano

Resumo

No período Ediacarano, metazoários de corpo mole e com esqueletosbiocalcificados passaram a compor uma biosfera que enunciou algumas formas eestruturas ecológicas que perduraram e evoluíram nos ecossistemas fanerozoicos. ABiota de Ediacara tem representantes compilados em diversas partes do mundo,temporalmente estratificados nas assembleias Avalon, White Sea e Nama, cada qualcom suas peculiaridades evolutivas, paleoecológicas e, muitas vezes,paleoambientais. A história geológica da Terra têm demonstrado profundas relaçõesentre os padrões de evolução e diversificação da vida e as mudanças ambientais.Essas questões podem ser investigadas nos ambientes de deposição dos fósseisediacaranos, sendo capazes de revelar aspectos sinérgicos entre paleoautoecologia,paleosinecológica e paleoambiente, nessas assembleias. Neste contexto, a Bacia deItajaí, Santa Catarina, revela-se uma importante unidade geológica da América do Sul,com implicações paleontológicas que podem vir a compor a síntese de conhecimentossobre o alvorecer da vida animal no planeta e a estruturação de ecossistemasmarinhos. Seu registro apresenta fósseis de organismos megascópicos, associados aesteiras microbianas, compatíveis com a típica Biota de Ediacara, além de fósseis jáatribuídos ao Cambriano, como Choia e Chancelloria. Caso a presença de fósseisCambrianos em níveis Ediacaranos seja corroborada para a Bacia de Itajaí, istorepresentaria uma extensão bioestratigráfica recuada em ca. 40-50 Ma. para essestáxons. As implicações paleobiológicas de esponjas no Ediacarano, por exemplo, seriarevelada em impactos na engenharia de ecossistemas e possíveis rearranjosambientais resultantes das atividades desses organismos. Diante disso, este projetotem por objetivos: a) investigar a composição taxonômica, bem como sua variação, naBacia de Itajaí; b) verificar os momentos evolutivos e paleoecológicos da biota, nestaunidade; c) modelar o paleoambiente dos macrorganismos fosseis, por meio de algunsaspectos da tafonomia dos organismos e análise morfológica de Microbial InducedSedimentary Structures (MISS); e d) estabelecer comparações entre as rochas,cronologias e organismos fósseis das unidades brasileiras e rochas e fósseis similarese correlatas na Austrália, Inglaterra e Newfoundland, para melhor interpretação docontexto evolutivo desta biota. Para tanto, além das clássicas análises de observação,serão utilizadas técnicas paleométricas, como Micro-CT, Espectroscopia Raman,Fluorescência de Raios-x (XRF), Microscopia Eletrônica de Varredura acoplada comEspectroscopia de Dispersão de Raios-x (EDS). As datações serão realizadas pormeio das análises radiométricas SHRIMP de U/Pb.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BECKER-KERBER, BRUNO; HORODYSKI, RODRIGO SCALISE; DEL MOURO, LUCAS; SEDORKO, DANIEL; LEHN, ILANA; SANCHEZ, DARIO FERREIRA; FOURNIER, JEROME; MAZURIER, ARNAUD; EL ALBANI, ABDERRAZAK. Devonian agglutinated polychaete tubes: all in all it's just another grain in the wall. PROCEEDINGS OF THE ROYAL SOCIETY B-BIOLOGICAL SCIENCES, v. 288, n. 1955 JUL 28 2021. Citações Web of Science: 1.
PRADO, GUSTAVO; ARTHUZZI, JORGE C. L.; OSES, GABRIEL L.; CALLEFO, FLAVIA; MALDANIS, LARA; SUCERQUIA, PAULA; BECKER-KERBER, BRUNO; ROMERO, GUILHERME R.; QUIROZ-VALLE, FRANCY R.; GALANTE, DOUGLAS. Synchrotron radiation in palaeontological investigations: Examples from Brazilian fossils and its potential to South American palaeontology. Journal of South American Earth Sciences, v. 108, JUN 2021. Citações Web of Science: 2.
BECKER-KERBER, BRUNO; EL ALBANI, ABDERRAZAK; KONHAUSER, KURT; ABD ELMOLA, AHMED; FONTAINE, CLAUDE; PAIM, PAULO S. G.; MAZURIER, ARNAUD; PRADO, GUSTAVO M. E. M.; GALANTE, DOUGLAS; KERBER, PEDRO B.; DA ROSA, ANA L. Z.; FAIRCHILD, THOMAS R.; MEUNIER, ALAIN; PACHECO, MIRIAN L. A. F. The role of volcanic-derived clays in the preservation of Ediacaran biota from the Itajai Basin (ca. 563 Ma, Brazil). SCIENTIFIC REPORTS, v. 11, n. 1 MAR 3 2021. Citações Web of Science: 0.
BECKER-KERBER, BRUNO; GOMES PAIM, PAULO SERGIO; CHEMALE JUNIOR, FARID; GIRELLI, TIAGO JONATAN; ZUCATTI DA ROSA, ANA LUCIA; EL ALBANI, ABDERRAZAK; OSES, GABRIEL LADEIRA; PRADO, GUSTAVO M. E. M.; FIGUEIREDO, MILENE; AMARANTE SIMOES, LUIZ SERGIO; ALVES FORANCELLI PACHECO, MIRIAN LIZA. The oldest record of Ediacaran macrofossils in Gondwana (similar to 563 Ma, Itajai Basin, Brazil). GONDWANA RESEARCH, v. 84, p. 211-228, AUG 2020. Citações Web of Science: 0.
GOMES, AMANDA L. S.; BECKER-KERBER, BRUNO; OSES, GABRIEL L.; PRADO, GUSTAVO; BECKER KERBER, PEDRO; DE BARROS, GABRIEL E. B.; GALANTE, DOUGLAS; RANGEL, ELIDIANE; BIDOLA, PIDASSA; HERZEN, JULIA; PFEIFFER, FRANZ; RIZZUTTO, MARCIA A.; PACHECO, MIRIAN L. A. F. Paleometry as a key tool to deal with paleobiological and astrobiological issues: some contributions and reflections on the Brazilian fossil record. International Journal of Astrobiology, v. 18, n. 6, p. 575-589, DEC 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.