Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de dietas com diferentes proporções de proteína e carboidratos sobre o metabolismo energetico e protéico de gatos adultos

Processo: 16/01510-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Aulus Cavalieri Carciofi
Beneficiário:Bruna Agy Loureiro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Calorimetria indireta   Bioenergética   Respirometria

Resumo

Gatos são animais carnívoros, com elevada necessidade de aminoácidos. O uso dos carboidratos por estes animais já foi estudado, contudo existem informações que ainda não são bem esclarecidas para a espécie. O objetivo deste estudo é avaliar o efeito do consumo de dietas com diferentes proporções de proteína e carboidratos sobre o metabolismo proteico e energético de gatos. O estudo seguirá 2 quadrados latinos 4x4, cada um com 4 rações, 4 períodos de 7 semanas e 4 gatos, totalizando 8 repetições por ração. Serão avaliados rações extrusadas com diferentes proporções de proteína (PB) e carboidratos (CHO): 20% de PB e 48,5% de CHO; 34% de PB e 33,5% de CHO; 48% de PB e 18,5% de CHO e 62% de PB e 3,5% de CHO. Durante as 7 semanas que os gatos receberão os alimentos, serão avaliados: a composição corporal (massa magra e massa gorda) por isótopos de deutério ao início e final do período; a digestibilidade e energia metabolizável dos alimentos; o consumo diário de ração, padrão alimentar e saciedade dos animais; o metabolismo de proteínas por meio do balanço de nitrogênio, excreção urinária de ureia de 24h, catabolismo muscular (pela dosagem de 3-metil-histidina na urina), proteína transportadora de retinol e manutenção da massa magra corporal; gasto energético diário por calorimetria indireta em câmera de respirometria, obtendo-se dados de gasto energético de manutenção, gasto energético basal, incremento calórico, energia líquida dos alimentos e quociente respiratório para medição indireta da oxidação orgânica de proteína, carboidratos e gorduras; e estudo do perfil de metabólitos. Os resultados serão avaliados por meio de contrastes polinomiais, medidas repetidas no tempo e análise de componentes principais (P<0,05).