Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto de bebidas fermentada probiótica de soja suplementada com subprodutos de acerola sobre a composição e a atividade metabólica da microbiota intestinal de obesos e eutróficos avaliados in vitro

Processo: 16/07940-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 24 de junho de 2016
Vigência (Término): 23 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Susana Marta Isay Saad
Beneficiário:Antônio Diogo Silva Vieira
Supervisor no Exterior: Koen Venema
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Maastricht University, Venlo (UM), Holanda  
Vinculado à bolsa:13/19346-4 - Impacto da incorporação de cepas probióticas e de subprodutos de frutas em um produto de soja fermentado simbiótico e sobre a composição e a atividade metabólica da microbiota intestinal humana in vitro, BP.DR
Assunto(s):Microbiologia de alimentos   Microbioma gastrointestinal   Probióticos   Alimentos de soja   Obesidade

Resumo

A incidência de obesidade e de distúrbios a ela associadas vem aumentando mundialmente nos últimos anos. A obesidade está associada ao aumento de doenças crônicas, como as doenças cardiovasculares, dislipidemias, aterosclerose, hipertensão, diabetes, doenças hepáticas e câncer. Pesquisas têm sugerido que a microbiota intestinal constitui um fator ambiental que influencia na adiposidade e na obesidade. Estudos tem demostrando que indivíduos obesos têm uma microbiota intestinal alterada, em comparação com a microbiota de indivíduos de peso normal utilizados como controle. Em vista disso, o objetivo deste projeto é avaliar o impacto de bebidas probióticas fermentadas de soja suplementadas com subprodutos de acerola sobre a composição e atividade metabólica da microbiota de humanos de peso normal e obesos. Para esse fim, será utilizado um modelo in vitro validado, denominado TIM-2, disponível na Universidade de Maastricht, campus Venlo, em Venlo, Holanda, o qual simula as condições normais do lúmen do cólon proximal, com todos os parâmetros controlados por computador. As amostras serão coletadas a partir do TIM-2, para a quantificação dos microrganismos probióticos (Lactobacillus acidophilus LA-5 e Bifidobacterium longum BB-46), Lactobacillus spp., Bifidobacterium spp., Clostridium spp. e bactérias totais, utilizando PCR quantitativo (qPCR) com primers específicos e os perfis das microbiotas intestinais será determinado, utilizando-se o método Next-Generation Squencing (NGS) Illumina Hiseq. Adicionalmente, será determinada a concentração de ácidos graxos de cadeira curta, lactato e amônia, produzidos pelos microrganismos durante os ensaios através do trato intestinal do modelo de simulação. Estes testes serão realizados na Universidade de Maatricht, no campus Venlo, em Venlo, Holanda, sob a supervisão do Profº. Dr. Koen Venema. (AU)