Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da exposição subcrônica e prolongada à sibutramina e/ou rosuvastatina, sobre parâmetros reprodutivos e fertilidade de ratos machos Wistar adultos

Processo: 14/15566-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Wilma de Grava Kempinas
Beneficiário:Patrícia Villela e Silva
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/20722-9 - Avaliação dos efeitos da exposição subcrônica à bupropiona e/ou rosuvastatina sobre os parâmetros reprodutivos em ratos adultos, BE.EP.DR
Assunto(s):Fertilidade   Ratos   Sibutramina   Rosuvastatina

Resumo

A obesidade é um problema de saúde pública que vem crescendo a nível mundial nos últimos anos. Essa doença, caracterizada por apresentar fatores de riscos cardiovasculares, como as dislipidemias, é intrinsicamente associada a diversas morbidades, como diabetes, síndromes metabólicas e câncer. Para minimizar as manifestações características da obesidade, vários fármacos têm sido utilizados, entre eles, a sibutramina e estatinas. A sibutramina é um anorexígeno utilizado na redução do peso corpóreo e, quando administrada por períodos prolongados, auxilia na manutenção do peso. Este composto atua sobre o sistema nervoso central, inibindo a recaptação de seratonina e noradrenalina nas fendas sinápticas, o que induz a saciedade, reduzindo a ingestão de alimentos. As estatinas, por sua vez, são agentes hipolipemiantes que inibem a ação da HMG-CoA redutase, importante enzima da via de biossíntese do colesterol. Atualmente, vários pacientes obesos têm sido tratados com sibutramina combinada a estatinas, no entanto, os efeitos sobre os parâmetros reprodutivos desses pacientes não foram investigados. Estudos realizados em nosso Laboratório demonstraram que ratos adultos expostos à sibutramina e ratos pré-púberes expostos à rusovastatina, uma estatina de última geração, apresentaram alterações nos parâmetros reprodutivos. Diante deste contexto, o presente estudo tem por objetivo investigar os efeitos imediatos do tratamento subcrônico e prolongado com sibutramina combinado à rosuvastatina, sobre a qualidade espermática e a fertilidade em ratos. Para isso, ratos machos adultos (90 dias) da linhagem Wistar serão alocados nos grupos controle (solução salina e dimetilsulfóxido), sibutramina (10 mg/Kg), rosuvastatina (5 mg/Kg) e sibutramina combinada à rosuvastatina, tratados via oral por 30 dias para a investigação dos possíveis efeitos do tratamento subcrônico sobre os parâmetros reprodutivos, ou por 70 dias, período que compreende um ciclo espermatogênico completo e o trânsito espermático pelo epidídimo. Após o término do tratamento, serão avaliados os seguintes parâmetros: comportamento sexual e a fertilidade após acasalamento natural (n=12/grupo); dosagens hormonais (testosterona sérica e intratesticular, FSH e LH), análises espermáticas (número e tempo de trânsito dos espermatozoides no testículo e epidídimo, motilidade e morfologia espermática), peso de órgãos vitais e reprodutores, fertilidade após inseminação artificial in utero e quantificação de receptores androgênicos no testículo e epidídimo (n=12/grupo); reatividade farmacológica ex vivo e dosagem de noradrenalina do epidídimo (n=5/grupo); imunolocalização de receptores androgênicos, histomorfometria e histopatologia epididimária e testicular (n=7/grupo). Seis animais não tratados serão utilizados para a avaliação da reatividade farmacológica in vitro do ducto epididimário frente à exposição à rosuvastatina e/ou sibutramina. Outros animais (n=6) serão utilizados para a análise da síntese de testosterona in vitro pelas células de Leydig. O tema do projeto é de grande relevância, considerando-se a utilização destes fármacos no tratamento da obesidade. Assim, pretende-se que, além da formação de recursos humanos qualificados em Biologia e Toxicologia da Reprodução, novos conhecimentos sejam adquiridos sobre os efeitos do tratamento subcrônico com sibutramina e/ou rosuvastatina, e da exposição prolongada, sobre o sistema genital e a fertilidade masculina em ratos, divulgando-se os resultados por intermédio de publicações em revistas internacionais e indexadas de impacto, bem como em comunicações em eventos científicos da área.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
Efeitos da exposição de ratos machos Wistar adultos a estatinas e inibidores de recaptura de neurotransmissores sobre parâmetros reprodutivos e a fertilidade. 2018. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.