Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das vias de sinalização intracelular Stat1, Stat3, Stat5 e SMAD2/3 de células NK de pacientes com câncer de ovário

Processo: 16/07499-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Fernando Guimarães
Beneficiário:Caroline Natânia de Souza Araújo
Instituição-sede: Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/17444-1 - Interação entre linfócitos T-reg e NK de pacientes com câncer de ovário durante a resposta citotóxica contra neoplasias de ovário, AP.R
Assunto(s):Citotoxicidade   Imunologia tumoral   Linfócitos   Citometria de fluxo   Ascite

Resumo

O projeto de pesquisa "Interação entre linfócitos T-reg e NK de pacientes com câncer de ovário durante a resposta citotóxica contra neoplasias de ovário" (2014/17444-1), ao qual a bolsa TT3 estará vinculada, tem como objetivo avaliar mecanismos de modulação da função efetora dos linfócitos NK, os quais podem levar a supressão funcional destas células em pacientes com câncer de ovário. Embora as células NK estejam entre os linfócitos infiltrados (TILs) ou associados (TALs) aos tumores, pouco se sabe sobre o desempenho funcional destas células no microambiente do carcinoma de ovário. A maior parte das informações existentes referem-se às células NK do sangue periférico das pacientes e mostram a diminuição da função citotóxica. Favorável a efetividade dos mecanismos supressores da função imunológica afetando as células NK de pacientes com câncer de ovário há, ainda, um estudo que associou o aumento no número de NKs infiltradas no tumor com o pior prognóstico. Entretanto, a função das células NK pode ser reestabelecida pelo estimulo com IL-2, conforme demonstrado in vitro. Também foi demonstrado a suscetibilidade das células malignas de ovário as células NK alogênicas e, em menor grau, as NKs autologas estimuladas pela IL-2. Assim, a resposta imunológica contra o câncer resulta do equilíbrio entre os mecanismos de ativação e supressão do sistema imunológico e o desenvolvimento de estratégias terapêuticas mais efetivas depende de uma profunda compreensão destes mecanismos. No projeto em andamento, as células NK presentes no microambiente tumoral (representado pelas ascites carcinomatosas) estão sendo caracterizadas quanto a sua capacidade de ativação funcional e comparadas as NKs presentes nas ascites não carcinomatosas e no sangue de pacientes com câncer de ovário e de mulheres saudáveis. Entre os parâmetros elencados para avaliação encontram-se as vias de sinalização intracelular Stat1, Stat3, Stat5 e SMAD2/3 das células NK, visto que estas vias estão implicadas na ativação e inibição das células NK frente ao estimulo por mediadores humorais e celulares presentes no microambiente tumoral. Para isso, se utilizará o sistema BD Phosflow para detecção de proteínas fosforiladas por meio da citometria de fluxo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)