Busca avançada
Ano de início
Entree

Apoio técnico ao biotério: manutenção de linhagens de camundongo nocaute em genes de Reparo de DNA

Processo: 15/23293-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Carlos Frederico Martins Menck
Beneficiário:Juliana Fernandes Rossi dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/15982-6 - Consequências de deficiências de reparo de lesões no genoma, AP.TEM
Assunto(s):Reparo do DNA   Raios ultravioleta

Resumo

A radiação ultravioleta (UV) pode interagir diretamente com a molécula de DNA formando lesões que distorcem amplamente sua estrutura. Tais modificações são os dímeros de pirimidina ciclobutano (CPDs) e os fotoprodutos 6-4 pirimidina-pirimidona (6-4PPs), reparados em humanos pela via de reparo por excisão de nucleotídeos. No entanto, estas lesões podem ser reparadas de maneira mais eficiente por enzimas fotoliases, presentes em uma grande quantidade de espécies. Para investigar como tais lesões podem estar associadas com o desenvolvimento de câncer e envelhecimento foram desenvolvidos camundongos Knockout em três proteínas associadas ao reparo de DNA pela via de NER, sendo eles CSA, XPA e XPC com a presença das duas fotoliases para a remoção dos danos CPDs e 6-4PPs. Estes animais foram importados pelo nosso laboratório e estão sendo criados no biotério do nosso departamento a fim de que possamos estabelecer colônias destas linhagens e realizar experimentos para observar o efeito específico de cada tipo de lesão in vitro após tratamento com irradiação UV.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.