Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do sistema NFkB e da via do inflamassoma NLRP3 no modelo de inibição crônica de óxido nítrico

Processo: 15/25368-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Clarice Kazue Fujihara
Beneficiário:Fernanda Florencia Fregnan Zambom
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/10926-5 - Patogênese e terapêutica da doença renal crônica: papel da imunidade inata na lesão de glomérulos, túbulos e interstício, AP.TEM
Assunto(s):Nefrologia   Hipertensão   Óxido nítrico   NG-nitroarginina metil éster   Inflamassomos

Resumo

A inibição crônica do óxido nítrico com L-NAME, associado à sobrecarga salina, é um modelo de doença renal crônica (DRC), inicialmente descrito em nosso Laboratório. O modelo tem sido utilizado amplamente para compreender os mecanismos envolvidos na progressão da DRC, um grave problema de saúde pública nos dias de hoje. Em nossa descrição inicial e nos estudos que se seguiram, mostramos que o modelo se caracteriza por acentuada hipertensão glomerular e sistêmica, glomerulosclerose e isquemia glomerular, proteinúria intensa e fibrose intersticial. Todas essas anormalidades se fazem acompanhar de um processo inflamatório que atinge glomérulos e, especialmente, o compartimento intersticial. Em consonância com esses resultados, nós e outros pesquisadores demonstramos que o tratamento com MMF, um imunossupressor que inibe a proliferação linfocitária, atenua a inflamação e as lesões renais. Os mecanismos pelo qual o tratamento com L-NAME associado à sobrecarga salina leva à inflamação e à lesão renal são pouco conhecidos. É possível que ao menos parte desse processo seja devido à ativação da imunidade inata, já demonstrada em outras instâncias clínicas e experimentais de DRC. As evidências nesse sentido, no entanto, são ainda escassas. Os poucos dados disponíveis sugerem que o sistema NF-kB, um dos componentes de uma das vias de sinalização da imunidade inata (denominada Sinal 1), possa estar ativada após a inibição da síntese de NO. Com relação à outra via de sinalização da imunidade inata, a dos inflamassomas, dos quais o mais estudado é a do NLRP3 (Sinal 2), as evidências de seu envolvimento em lesões renais causadas pelo L-NAME são inexistentes.O objetivo do presente estudo é verificar a participação do sistema NF-kB e da via do inflamassoma NLRP3 no desenvolvimento da hipertensão e das lesões renais no modelo de inibição crônica de óxido nítrico associado a sobrecarga salina.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FREGNAN ZAMBOM, FERNANDA FLORENCIA; OLIVEIRA, KARIN CARNEIRO; FORESTO-NETO, ORESTES; FAUSTINO, VIVIANE DIAS; AVILA, VICTOR FERREIRA; ALBINO, AMANDA HELEN; ALARCON ARIAS, SIMONE COSTA; VOLPINI, RILDO APARECIDO; AVANCINI COSTA MALHEIROS, DENISE MARIA; SARAIVA CAMARA, NIELS OLSEN; ZATZ, ROBERTO; FUJIHARA, CLARKE KAZUE. Pathogenic role of innate immunity in a model of chronic NO inhibition associated with salt overload. AMERICAN JOURNAL OF PHYSIOLOGY-RENAL PHYSIOLOGY, v. 317, n. 4, p. F1058-F1067, OCT 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ZAMBOM, Fernanda Florencia Fregnan. A inibição das vias TLR4/NF-kB e do NLRP3/IL-1beta previne a DRC em um modelo de inibição crônica de NO associado à  sobrecarga de sal. 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.