Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da desmineralização óssea por tetraciclina e ácido cítrico sobre o comportamento de pré-osteoblastos e osteoblastos cultivados em osso da calvária de ratos. Estudo à microscopia eletrônica de varredura.

Processo: 16/07722-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Pesquisador responsável:Maria Lúcia Rubo de Rezende
Beneficiário:Cecilia Amparo Reyes Cevallos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/15136-8 - Efeito da desmineralização óssea nos processos de reparo tecidual: estudo microscópico, estrutural e da atividade de células osteoblásticas em calvária de ratos, AP.R
Assunto(s):Cultura de células   Osteoblastos

Resumo

Estudos prévios demonstraram que pré-osteoblastos proliferam-se, espalham-se e diferenciam-se mais em superfícies desmineralizadas por ácido cítrico do que em não desmineralizadas. Como a tetraciclina ácida é outro agente desmineralizante muito usado em odontologia e não apresenta restrições de uso em ambiente hospitalar, sua ação será comparada à do ácido cítrico em osso de calvária de ratos sobre os quais serão cultivados pré-osteoblastos MC3T3-E1 e osteoblastos humanos para análise morfológica e quantitativa à microscopia eletrônica de varredura.63 ratos machos Wistar serão submetidos à remoção de 126 amostras ósseas de 5mm de diâmetro da calota craniana dos animais. Dezoito amostras não receberão qualquer tratamento; 18 serão desmineralizadas por ácido cítrico durante 15 segundos; 18 por ácido cítrico durante 30 segundos e 19, durante 60 segundos. Os mesmos tempos serão usados para desmineralização com tetraciclina (n=18). As amostras de todos os grupos serão divididas por 2 para receberem cultura de pré-osteoblastos ou de osteoblastos por 24, 48 e 72 horas (n=3). As amostras serão então fixadas e metalizadas para análise à microscopia eletrônica de varredura para análise morfológica e morfométrica quanto ao número de células aderidas e extensão de superfície recoberta pelas células. Os grupos serão comparados entre si por análise de variância a dois critérios (ANOVA) seguido pelo teste de Bonferroni para 95% de nível de significância.