Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da torrefação no bagaço de cana-de-açúcar e cana energia e seu aproveitamento em processos de termoconversão

Processo: 16/06819-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 19 de agosto de 2016
Vigência (Término): 02 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química
Pesquisador responsável:Katia Tannous
Beneficiário:Katia Tannous
Anfitrião: Shahabaddine Sokhansanj
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of British Columbia (UBC), Canadá  
Assunto(s):Pirólise   Torrefação   Biomassa   Bagaço de cana-de-açúcar   Cana-energia

Resumo

Este trabalho tem por objetivo estudar a influência do processo de torrefação nas biomassas, bagaço de cana-de-açúcar e cana energia, e suas decomposições térmicas em in natura e dos produtos gerados, a fim de analisar seu aproveitamento na rota de termoconversão, particularmente no processo de pirólise. Os ensaios serão realizados em leito fixo em escala semipiloto, denominado UBC-BTGA (University of British Columbia's big thermo-gravimetric analyser). As variáveis a serem estudadas serão em diferentes níveis, a saber: tempo (15 a 60 minutos) e temperatura (200 a 300 °C), diâmetro de partícula (250 a 3000 mm) e umidade (0-50%). As variáveis respostas escolhidas do produto sólido serão: rendimento mássico (RM), poder calorífico superior (PCS) e rendimento energético (RE). As propriedades do material sólido deverão ser quantificadas antes e após a torrefação, a saber: físicas (massa específica, esfericidade, distribuição de diâmetro, moabilidade e higroscopicidade), térmicas (análise imediata e poder calorífico superior) e químicas (análise elementar e elementos inorgânicos). Os produtos gerados das fases líquida e gasosa serão analisados mediante cromatografia (CG-MS e a gás, respectivamente). A fim de aperfeiçoar os experimentos, a ferramenta Statistica poderá ser aplicada para obtenção das variáveis predominantes. As análises de decomposição térmica do material in natura e torrificada (melhor condição) poderão ser realizadas no próprio equipamento de operação considerando taxas de aquecimento variando entre 5-20ºC/min (ICTAC Kinetics Committee recommendations). Para finalizar, um estudo do consumo elétrico poderá ser útil a fim de verificar os custos das operações aplicadas. Estas informações ajudarão no desenvolvimento de novas tecnologias para aplicação do bagaço de cana-de-açúcar e cana energia, contribuindo assim para a matriz energética brasileira e canadense. (AU)