Busca avançada
Ano de início
Entree

Mapeamento Ortográfico com Unidades Grafofonêmicas versus Unidades Silábicas na Aprendizagem da Leitura e da Escrita em Português.

Processo: 15/23842-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Maria Regina Maluf
Beneficiário:Renan de Almeida Sargiani
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Educação infantil   Leitura e escrita   Alfabetização

Resumo

O principal objetivo deste estudo é explorar qual é a unidade ortográfica ideal para ensinar a ler e escrever em Português do Brasil, no início da aprendizagem: unidades pequenas (grafemas-fonemas - GF) ou unidades grandes (sílabas). De acordo com a teoria de fases de Ehri as crianças utilizam unidades pequenas no início e unidades grandes quando adquirem mais experiência de leitura. Entretanto, existem várias afirmações controversas que nos levam a perguntar se falantes do português do Brasil teriam o mesmo padrão de desenvolvimento, considerando que em português as sílabas são unidades mais salientes e disponíveis do que em inglês. O presente estudo será conduzido com pré-escolares para determinar se ensiná-los a ler sílabas CV (consoante-vogal) pronunciando os GF ou as sílabas inteiras irá ensinar a eles o mapeamento ortográfico de GF e facilitar a aprendizagem de leitura e escrita de palavras. 60 pré-escolares que conhecem as letras, mas não conseguem ler e escrever serão selecionados e distribuídos aleatoriamente para uma de três condições experimentais. Na primeira, as crianças serão ensinadas a ler 40 sílabas CV pronunciando e combinando os GF. Na segunda, as crianças serão ensinadas a ler as mesmas sílabas, mas pronunciando as unidades inteiras. A terceira é uma condição de controle, em que as crianças serão ensinadas apenas as relações entre letras e sons. No pós-teste as crianças vão completar uma tarefa de aprendizagem de palavras em que serão ensinadas a ler palavras compostas de sílabas ensinadas e não-ensinadas. Procedimentos estatísticos serão utilizados para avaliar os efeitos dos treinamentos e comparar o desempenho dos grupos para determinar qual é a unidade ortográfica ideal para ensinar a ler e a escrever em Português do Brasil no início da aprendizagem.