Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema costeiro na escola: o uso do caderno paradidático como ferramenta para o ensino contextualizado no nível fundamental

Processo: 16/04358-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Milene Fornari
Beneficiário:Kelli Fernandes Valadão
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB-CLP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente , SP, Brasil
Assunto(s):Biodiversidade   Ensino de geociências   Educação   Sedimentos

Resumo

Este projeto propõe como meta, ou objetivo maior, a elaboração de um caderno paradidático sobre sistema costeiro e sua adequação para subsidiar atividades dos professores de ensino fundamental (6º e 7º ano) da região de São Vicente. Para alcançar esta meta os principais objetivos traçados são: definir com base na análise de imagens de satélites e saídas de campo a distribuição espacial de elementos morfológicos do sistema costeiro da área onde as escolas se inserem; desenvolver o caderno paradidático intitulado Sistema Costeiro na Escola com conteúdo teórico e atividades práticas de sala de aula e extraclasse com ênfase nos elementos morfológicos reconhecidos na etapa anterior; elaborar um curso de capacitação inicial para os professores de 6º e 7º ano o Ensino Fundamental sobre o conteúdo do caderno paradidático e avaliar a sua aplicação em sala de aula. Para o desenvolvimento deste projeto foram selecionadas duas escolas públicas, com ensino fundamental, da região de São Vicente: Escola Municipal Republica de Portugal e Escola Estadual Pastor Joaquim Lopes Leão. Essas escolas serão localizadas em imagens de satélites para a descrição e caracterização dos elementos morfológicos que constituem a região. Esses elementos serão ilustrados (desenhos, imagens e fotografias) e descritos quanto o conceito e processos formativos. Adicionalmente, o estudo da constituição geológica e biológica dos elementos morfológicos deverá ser contemplado durante as atividades de campo. Neste contexto, o projeto pretende disponibilizar ao acervo didático das escolas um material de apoio integrado com conteúdos teóricos e atividades práticas de sala de aula e extraclasse sobre a formação e desenvolvimento dos ambientes costeiros, o que pode contribuir para a inserção da escola na realidade. Espera-se com esse projeto um ganho na qualidade do ensino fundamental das escolas de São Vicente, uma vez que o material pode conscientizar os professores e estudantes sobre a importância dos ambientes costeiros.