Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da ação da rapamicina no controle da infecção por Leishmania amazonensis em macrófagos murinos e in vivo

Processo: 16/01794-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Dario Simões Zamboni
Beneficiário:Natália Carvalho Pellison
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/04684-4 - O inflamassoma na resposta contra patógenos intracelulares e os mecanismos microbianos relacionados à evasão, AP.TEM
Assunto(s):Imunidade inata   Leishmania mexicana   Sirolimo   Macrófagos   Autofagia

Resumo

Leishmania amazonensis é uma das espécies de leishmania causadoras da leishmaniose no Brasil, doença endêmica presente em vários países. A doença é a segunda causa de morte entre as doenças parasitárias, sendo considerada pela Organização Mundial de Saúde uma doença tropical negligenciada. Os tratamentos disponíveis atualmente são de alto custo e de longa duração, além de oferecerem riscos cardíacos, hepáticos e renais aos infectados. Em alguns casos, o tratamento não é eficaz no controle da infecção, sendo a seleção de parasitos resistentes aos medicamentos disponíveis uma das razões. Desta forma, este projeto tem por objetivo central investigar possíveis drogas para controlar a replicação de L. amazonensis, utilizando modelos in vitro e in vivo. Dados preliminares produzidos no nosso laboratório demonstram que a autofagia é um processo importante para o controle da infecção por Leishmania macrófagos. Dessa forma, investigaremos a ação da rapamicina (uma droga que induz autofagia e apresenta pouca toxicidade) na replicação parasitária e controle da lesão em camundongos infectados via intradérmica. Adicionalmente, pretendemos realizar estudos para identificar moléculas que possam atuar em singergismo com a rapamicina para o tratamento de leishmaniose experimental em camundongos. O desenvolvimento deste trabalho permitirá auxiliar no desenvolvimento futuro de estratégias terapêuticas efetivas para o tratamento de leishmaniose causado por diversas espécies de Leishmania.