Busca avançada
Ano de início
Entree

Hidrólise de betalaínas na presença de tensoativos

Processo: 16/04648-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Erick Leite Bastos
Beneficiário:Vivian Turini Albertoni Ribeiro
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/22136-4 - Uso de solventes verdes e suas misturas na otimização de processos químicos, AP.TEM
Assunto(s):Fisico-química orgânica   Hidrólise

Resumo

O objetivo deste projeto de iniciação científica é determinar o efeito de tensoativos sobre a hidrólise de betalaínas. Betalaínas são pigmentos vegetais atóxicos e solúveis em água que apresentam propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Quimicamente, betalaínas são iminas ou sais de imínio e, por isso, são sujeitas à hidrólise, o que pode comprometer seu potencial como agente farmacológico. Será investigada a hidrólise alcalina da betanina e da indicaxantina em meio aquoso tamponado, na presença e na ausência de tensoativos de diferentes classes. A partir dos dados experimentais obtidos, serão calculados parâmetros cinéticos e termodinâmicos que permitirão determinar o efeito dos tensoativos sobre a hidrólise de betalaínas. Os resultados obtidos poderão levar a informações sobre o efeito catalítico ou protetor de tensoativos sobre a hidrólise de iminas e sais de imínio em meio aquoso.