Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da vegetação nativa na oferta de serviços de regulação hídrica em microbacias agrícolas

Processo: 15/23719-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Silvio Frosini de Barros Ferraz
Beneficiário:Aline Aparecida Fransozi
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/21872-0 - Respostas da matéria orgânica do solo a conversão pasto-floresta na Mata Atlântica, BE.EP.DD
Assunto(s):Restauração florestal   Vegetação   Ecossistemas   Fragmentos florestais   Conservação dos recursos naturais   Hidrologia de floresta   Bacia hidrográfica   Ribeirão dos Marins

Resumo

O aumento da demanda por uso da água no estado de São Paulo tem aquecido disputas por outorgas entre bacias e levantado discussões acerca de políticas públicas que garantam a manutenção dos serviços ecossistêmicos relacionados à água. Considerando que esses serviços possuem estreita relação com as florestas, a conservação de fragmentos remanescentes e a restauração ecológica têm sido amplamente estimuladas. Apesar do ganho em cobertura florestal verificado no estado decorrente desse estímulo, estudos recentes mostram que o desmatamento ainda ocorre e, mesmo nos fragmentos remanescentes, a estrutura degradada pode ofertar os serviços em diferentes níveis. Ainda que áreas em processo de restauração estejam em expansão, o tempo necessário de desenvolvimento da vegetação para que o condicionamento do solo seja percebido na resposta hidrológica ainda não é conhecido, nem o quanto é possível recuperar do que foi perdido. Nesse contexto, o conhecimento prévio dos efeitos das políticas públicas de conservação e restauração pode subsidiar decisões importantes e, em vista disso, esse projeto objetiva compreender como a vegetação nativa atua na oferta de serviços ecossistêmicos de produção e regulação hídrica. O estudo será realizado na Bacia do Ribeirão dos Marins (sub-Bacia do Rio Piracicaba) através do modelo hidrológico MIKE SHE. Serão simulados cenários com áreas em processo de restauração em diferentes idades e fragmentos em diferentes graus de degradação. (AU)