Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão da enzima Sulfiredoxina em dois modelos de camundongos knockouts para câncer de próstata e por células epiteliais prostáticas normais e tumorais em diferentes condições de cultura

Processo: 15/26097-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Sérgio Luis Felisbino
Beneficiário:Caroline Nascimento Barquilha
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Citologia   Neoplasias da próstata   Células epiteliais   Cultura de células   Sobrevivência celular   Estresse oxidativo   Transcriptoma   Expressão gênica   Imuno-histoquímica

Resumo

O câncer de próstata (CaP) é o segundo mais frequente e o segundo de maior taxa de morbidade e mortalidade entre os homens. Estudos destacam o papel do estresse oxidativo na iniciação e progressão do CaP. Duas linhagens de camundongos knockouts, um deficiente em Pten e outro deficiente em ambos p53 e pRb, no epitélio prostático foram utilizadas para gerar o transcriptoma dos lobos prostáticos normais e tumorais, em diferentes estágios de progressão, por sequenciamento de RNAs de última geração. Análises prévias deste transcriptoma revelaram alterações na expressão de genes relacionados ao estresse oxidativo, tais como aumento de expressão de Gpx2 e Gsto1, e redução nos genes Sod1, Sod3, Prdx6, os quais já estão descritos na literatura. Entretanto, nos tumores mais indiferenciados (estágio mais avançado), foi observada expressão aumentada do gene para a enzima sulfiredoxina (Srxn1), para a qual não há estudos mais detalhados no CaP. Assim, este projeto tem por objetivo descrever a importância desta enzima no câncer de Próstata. Primeiramente, será feita a caracterização expressão tecidual por imunohistoquímica da enzima sulfiredoxina nas amostras de tumores de camundongos. Serão analisados os níveis de expressão gênica e proteica de Srxn1 pelas células epiteliais prostáticas RWPE-1 e PC3 em diferentes condições de cultura, bem como a avaliação da viabilidade celular após a inibição da expressão gênica de Srxn1 por RNA de interferência em condições de estresse oxidativo. Estes resultados irão contribuir para um melhor entendimento da participação do estresse oxidativo no CaP e da sulfiredoxina no câncer de próstata e revelar se a mesma pode ser um alvo terapêutico para o seu tratamento e prevenção.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARQUILHA, CAROLINE N.; SANTOS, NILTON J.; MONCAO, CAIO C. D.; BARBOSA, ISABELA C.; LIMA, FLAVIO O.; JUSTULIN, LUIS A.; PERTEGA-GOMES, NELMA; FELISBINO, SERGIO L. Sulfiredoxin as a Potential Therapeutic Target for Advanced and Metastatic Prostate Cancer. OXIDATIVE MEDICINE AND CELLULAR LONGEVITY, v. 2020, JAN 20 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.