Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da ocorrência, expressão e envolvimento do operon PIL na aderência de Cepas de Escherichia coli enteropatogênica (EPEC)

Processo: 16/03956-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Tânia Aparecida Tardelli Gomes do Amaral
Beneficiário:Felipe Silva Castro
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Técnicas de transferência de genes   Adesão   Enterobacteriaceae

Resumo

Cepas de Escherichia coli enteropatogênica (EPEC) constituem importantes agentes bacterianos de diarreia, sobretudo em países em desenvolvimento, causando lesão intestinal histopatológica característica (lesão attaching/effacing, A/E). EPEC típicas são portadoras de um plasmídeo de virulência (EPEC adherence factor), que está ausente nas EPEC atípicas. tEPEC produzem um padrão de aderência característico em células HeLa chamado padrão de adesão localizada (AL). E. coli enteroagregativa (EAEC) é um patógeno emergente, que pode levar a diarreias persistentes, colonizando a mucosa intestinal e formando biofilmes. O padrão de adesão agregativo (AA) é característico dessas cepas. Em estudos conduzidos por nosso grupo, foi identificada a existência de cepas de EPEC típicas do sorotipo O119:H6, que produzem um padrão híbrido, isto é,o padrão AL e um padrão semelhante ao padrão AA (adesão agregativa-like, AA-like) simultaneamente (AA/AL-like). Foi demonstrado que a transferência horizontal do plasmídeo pGM80 de uma cepa O119:H6 AL/AA-like para uma cepa de E. coli não aderente resultou em transconjugantes AA-like. Esse plasmídeo é portador do operon pil, que codifica uma variante de Pil, fímbria responsável pela produção do padrão AA em algumas cepas de EAEC. Entretanto, a distribuição do operon pil em cepas de EPEC bem como sua expressão e capacidade de disseminação para outros sorotipos de EPEC precisam ser investigadas. Para contribuir para ampliar o conhecimento sobre o potencial de colonização intestinal e identificar cepas mais virulentas de EPEC, neste projeto, pretende-se avaliar e comparar a distribuição e a expressão do operon pil em cepas de EPEC típica AL+ e AL/AA-like+ de diferentes sorotipos, origens e épocas de isolamento. Além disso, pretende-se verificar a capacidade de disseminar este operon para diferentes sorotipos de EPEC, levando a alterações no seu padrão de aderência a células HeLa.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GARCIA, BRUNA G.; CASTRO, FELIPE S.; VIEIRA, MONICA A. M.; GIRAO, DENNYS M.; UENISHI, LUCAS T.; CERGOLE-NOVELLA, MARIA C.; DOS SANTOS, LUIS F.; PIAZZA, ROXANE M. F.; HERNANDES, RODRIGO T.; GOMES, TANIA A. T. Distribution of the pilS gene in Escherichia coli pathovars, its transfer ability and influence in the typical enteropathogenic E-coli adherence phenotype. INTERNATIONAL JOURNAL OF MEDICAL MICROBIOLOGY, v. 309, n. 1, p. 66-72, JAN 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.