Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional e estrutural das proteínas KKT2 e KKT9 do cinetocoro de Trypanosoma Cruzi

Processo: 16/04367-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:José Franco da Silveira Filho
Beneficiário:Thaís de Oliveira Cardoso
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/51475-3 - Biologia molecular e celular do parasitismo por Trypanosoma cruzi, AP.TEM
Assunto(s):Trypanosoma cruzi   Biologia molecular

Resumo

A divisão celular e a correta transmissão do material genético são essenciais para a sobrevivência dos seres vivos. Uma variedade de proteínas garante a precisão e a sincronia desses eventos de forma que alterações ou mutações podem resultar em grandes danos ou a morte do organismo. As características da maquinaria envolvida na replicação do DNA são compartilhadas entre diversos eucariotos, enquanto as moléculas envolvidas na segregação cromossômica apresentam maior divergência.A identificação das sequências de DNA e proteínas centroméricas assim como do cinetócoro de cinetoplastídeos foi dificultada devido à divergência das sequências primárias de outros eucariotos com as de Trypanosoma cruzi depositadas no banco de dados. Novas abordagens foram necessárias para atingir esses objetivos. Recentemente, 19 proteínas de cinetócoro de Trypanosoma brucei foram determinadas por espectrometria de massa após isolamento de complexos proteicos associados às proteínas cujos transcritos estavam aumentados durante o ciclo celular. A presença de proteínas KKT (kinetoplastid kinetochore protein) em T. cruzi sugere a participação das mesmas na divisão celular desses organismos.O presente projeto tem como objetivo a análise in silico destes ortólogos em T. cruzi, assim como a caracterização estrutural e funcional de duas proteínas, denominadas KKT2 e KKT9. Considerando a importância do cinetócoro na segregação cromossômica e o fato das proteínas KKT serem cinetoplastídeo-específicas, esse estudo pode resultar em possíveis alvos para o desenvolvimento de drogas com ausência de efeitos colaterais. Os genes KKT2 e KKT9 serão clonados em vetores de expressão em bactérias o que possibilitará gerar ferramentas (proteína recombinante, anticorpos específicos) que possam auxiliar-nos a elucidar o papel dessas proteínas. Será analisada a expressão das proteínas KKT2 e KKT9 nativas durante o ciclo celular de T. cruzi por "western-blot" e microscopia confocal utilizando anticorpos policlonais.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.