Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da restrição proteica gestacional sobre o número de células e a neurogênese hipocampal em períodos críticos do desenvolvimento

Processo: 16/00711-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 31 de maio de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia
Pesquisador responsável:Patrícia Aline Boer
Beneficiário:Thaís Ortiz de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Embriogênese   Dieta com restrição   Desenvolvimento fetal   Hipocampo   Gravidez   Neurogênese   Histologia   Modelos animais de doenças

Resumo

Alterações nutricionais em diferentes graus e períodos da vida perinatal modificam consideravelmente o desenvolvimento e a maturação de tecidos e órgãos chaves. Estas alterações têm apresentado repercussões evidentes sobre a saúde de populações. Além disso, alterações durante o desenvolvimento embrionário e fetal, podem estar entre as principais causas de doenças metabólicas e endócrinas como a obesidade, hipertensão, resistência a insulina e doenças cardiovasculares. Isto se deve a alterações no desenvolvimento ontogênico, vinculadas à manifestação programada de alterações no desenvolvimento morfológico e funcional de órgãos e sistemas. O cérebro é uma região extremamente sensível a perturbações no ambiente materno e nos primeiros anos de vida. Assim, alterações na dieta durante períodos críticos do desenvolvimento pré e pós-natal podem prejudicar o cérebro. Tais efeitos podem ser mediados por alterações estruturais e funcionais, podendo levar a diversos danos na idade adulta, entre eles a obesidade, alterações metabólicas e déficits cognitivos. O hipocampo é uma estrutura que pode ser fortemente afetada por alterações no ambiente materno. Esta estrutura tem sido alvo de diversos estudos devido a sua importância na plasticidade neural e na regulação de processos cognitivos. Tendo-se em vista as evidências de que eventos ocorridos no período gestacional estão envolvidos com a incidência de diversas doenças na idade adulta, justifica-se a realização de estudos que busquem um maior entendimento destes efeitos sobre o SNC, bem como suas consequências sobre a região hipocampal. Assim, o presente projeto objetiva estudar os efeitos da restrição proteica gestacional, sobre a neurogênese hipocampal em ratos machos em períodos críticos do desenvolvimento.