Busca avançada
Ano de início
Entree

Espacialização e geocronologia das coberturas superficiais em baixos terraços marinhos, fluvio-marinhos e fluviais na foz das bacias dos rios Itapocu e araranguá (SC), decorrentes dos episódios de transgressões e regressões marinhas associadas às oscilaçõ

Processo: 16/08944-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 02 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Archimedes Perez Filho
Beneficiário:Felipe Gomes Rubira
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Holoceno   Geocronologia

Resumo

Este projeto de pesquisa propõe investigar e retomar discussões sobre gênese e formação dos baixos terraços fluviais, terraços marinhos e flúvio-marinhos, objetivando a compreensão da dinâmica na formação e transformação da paisagem por meio da espacialização e geocronologia das coberturas superficiais da região litorânea de Santa Catarina, no baixo curso e na foz das Bacias hidrográficas do Rio Itapocu e Araranguá (SC) no Holoceno. A metodologia proposta visa recompor lapsos temporais e genéticos referentes à evolução e deposição dos baixos terraços litorâneos, das coberturas superficiais, com base na aloestratigrafia e em datações absolutas realizadas por luminescência opticamente estimulada (LOE) por meio dos procedimentos indicados pelo método SAR (Single Aliquot Regenerative-dose). Para que os objetivos traçados sejam alcançados, a forma de análise dos resultados será pautada no método sistêmico, com base nos três níveis de abordagens para realização de pesquisas geomorfológicas propostos por Ab'Saber (1969): análise da compartimentação do relevo; análise da estrutura superficial da paisagem e análise morfodinâmica atual. A hipótese proposta consiste em afirmar que as oscilações climáticas ocasionadas pela alternância de estádios glaciais e interglaciais durante o Quaternário, promoveram mudanças eustáticas do nível relativo do mar por meio de transgressões e regressões marítimas, responsáveis por elaborar níveis recentes de baixos terraços ao longo de canais fluviais e no litoral de Santa Catarina. Esta pesquisa justifica-se por apresentar: contribuições inéditas e fundamentais referentes à evolução da paisagem do litoral catarinense no contexto de oscilações climáticas; por contribuir com a ampliação do conhecimento, uso e aplicação da técnica LOE em sedimentos quaternários; pela carência relativa a pesquisas que utilizam métodos de datações absolutas; pela relevância socioeconômica que podem exercer nas políticas de gerenciamento e mitigação de riscos vinculados as oscilações do nível relativo do mar.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PEREZ FILHO, ARCHIMEDES; RUBIRA, FELIPE GOMES. Evolutionary interpretation of Holocene landscapes in eastern Brazil by optimally stimulated luminescence: Surface coverings and climatic pulsations. CATENA, v. 172, p. 866-876, JAN 2019. Citações Web of Science: 2.
FELIPE GOMES RUBIRA; ANDRÉ MATEUS BARREIROS; FERNANDO NADAL JUNQUEIRA VILLELA; ARCHIMEDES PEREZ FILHO. SISTEMAS PEDOGEOMORFOLÓGICOS NA INTERPRETAÇÃO DA EVOLUÇÃO DE PAISAGENS QUATERNÁRIAS EM CLIMAS TROPICAIS ÚMIDOS. Mercator (Fortaleza), v. 18, p. -, 2019.
PEREZ FILHO, ARCHIMEDES. . REVISTA BRASILEIRA DE GEOMORFOLOGIA, v. 19, n. 3, p. 635-663, JUL-SEP 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.