Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de peptídeos sintéticos na inibição direcionada do Vírus da Hepatite C

Processo: 16/02174-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Paula Rahal
Beneficiário:Mariana Nogueira Batista
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/00287-9 - Adaptação de um Hepacivirus de roedor derivado de rato hcv-relacionado ao hospedeiro murino, BE.EP.DR
Assunto(s):Virologia

Resumo

A hepatite C é a inflamação do fígado decorrente da infecção pelo vírus da hepatite C (HCV), frequentemente evolui para quadros crônicos, sendo considerada mundialmente a maior causa de cirrose e carcinoma hepatocelular e sendo relatada como o principal problema de saúde pública no mundo. Estima-se que cerca de 150 milhões de pessoas estejam cronicamente infectadas pelo vírus e que de 3 a 4 milhões de novos casos surjam anualmente. A principal via de transmissão do HCV é parenteral e os tratamentos atuais são baseados em PEG-IFN e ribavirina associados a antivirais de ação direta de segunda geração. Estes últimos apresentam muitos efeitos colaterais, alto custo e mutantes resistentes já foram reportados. Portanto, novos tratamentos efetivos, menos custosos, com maior espectro e com menor nível de efeitos colaterais vêm sendo buscados. Assim, o objetivo do presente trabalho é desenvolver um pró-fármaco com ação direcionada para células infectadas pelo HCV e eficiente contra mais de uma etapa do ciclo replicativo do vírus. Para tanto, será realizada uma triagem inicial de cinco peptídeos sintéticos, posteriormente modelados para produção de pró-fármaco (s), a serem avaliados utilizando-se os modelos de replicação viral J6/JFH-1 RLUC e JFH-1, os replicons subgenômicos SGR-JFH1-Feo (genótipo 2) e S52/SG (genótipo 3); e a linhagem celular Huh-7.5. As análises incluirão teste de citotoxicidade, ensaio baseado em luciferase e western blotting para avaliação da capacidade inibitória dos compostos sobre a replicação viral imunofluorescência indireta para ensaios de entrada; e qPCR para avaliação da etapa de liberação viral.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Cientistas da Unesp sintetizam molécula capaz de eliminar o vírus da hepatite C 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.