Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos da exposição por 28 dias às isoflavonas em ratas senescentes: aspectos comportamentais e neuroquímicos

Processo: 16/09433-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Helenice de Souza Spinosa
Beneficiário:Daniele Sillis Cardoso Bella
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema nervoso central   Fitoestrógenos   Memória (psicologia)   Isoflavonas   Menopausa   Terapia de reposição hormonal

Resumo

As isoflavonas (ISOs) são fitoestrógenos naturais encontrados nas plantas, principalmente em produtos à base de soja. As ISOs podem agir como agonista dos receptores de estrógeno, promovendo os efeitos estrogênicos, ou como antagonista, bloqueando ou alterando esses receptores e, assim, prevenindo a atividade estrogênica. Atualmente, as ISOs são consideradas moduladores seletivos naturais dos receptores de estrogênio, sendo usadas principalmente na falência ovariana (menopausa), onde ocorre uma redução drástica na produção de estrógenos endógenos. A literatura aponta vários trabalhos, in vivo, principalmente com ratas ovariectomizadas, visando mimetizar a menopausa, que mostraram os benefícios da terapia de reposição hormonal com ISOs, entre eles a melhora de respostas cognitivas. Dessa forma, o presente estudo visa mostrar estes efeitos, em ratas senescentes, uma vez que a menopausa cirúrgica é muito diferente quando comparada à menopausa fisiológica natural. Além disso, o uso de ratos senescentes é um excelente modelo para avaliar respostas cognitivas, uma vez que estes animais apresentam um déficit cognitivo espontâneo, característico do processo de envelhecimento. Assim, o objetivo deste trabalho é avaliar os efeitos comportamentais e neuroquímicos da exposição durante 28 dias às ISOs em ratas que estão iniciando o processo de senescência (12 meses de idade). Para tanto, ratas com 12 meses de idade receberam, por 28 dias, 100 e 200mg/kg de uma preparação comercial contendo ISOs, sendo avaliados: peso corporal a cada três dias; consumos de água e ração semanalmente; comportamento no campo aberto, no labirinto em cruz elevado, no labirinto de Barnes e na natação forçada; e níveis de neurotransmissores e metabólitos no córtex cerebral, hipocampo e estriado. (AU)