Busca avançada
Ano de início
Entree

Fabricação de imunossensores do tipo transistor de efeito de campo (FET) baseados em grafenos quimicamente modificados para detecção ultrassensível de biomarcadores de câncer de pulmão

Processo: 16/04739-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 24 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Lauro Tatsuo Kubota
Beneficiário:Ana Carolina Mazarin de Moraes
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/22127-2 - Desenvolvimento de novos materiais estratégicos para dispositivos analíticos integrados, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):17/15882-0 - Processamento de nanomateriais bidimensionais em fase líquida para eletrônica impressa e flexível, BE.EP.PD
Assunto(s):Biomarcadores

Resumo

O diagnóstico precoce de doenças como o câncer pode ser realizado por meio da detecção de biomarcadores tumorais. No entanto, os imunoensaios convencionais para detecção dessas biomoléculas possuem uma série de limitações como o elevado tempo de análise, utilização de marcadores, grande quantidade de amostra, etc. Os sensores do tipo transistor de efeito de campo (FET) apresentam excelente sensibilidade, seletividade com rápido tempo de resposta, possibilidade de miniaturização dos dispositivos e facilidade de integrá-los em chips eletrônicos e são considerados tecnologias promissoras dentre os imunoensaios. O grafeno apresenta diversas vantagens sobre outras nanoestruturas por exibir notáveis propriedades eletrônicas, elevada área superficial e ser um material biocompatível. Diante do exposto, propomos neste projeto a fabricação em grande escala de imunossensores miniaturizados do tipo FET baseados em grafenos quimicamente modificados para a detecção ultrassensível e label-free do biomarcador de câncer de pulmão CYFRA 21-1. Os grafenos serão produzidos por esfoliação em fase líquida. Este método possui custo reduzido, possibilidade de produção em larga escala e facilidade de deposição das folhas sobre substratos arbitrários. A seletividade e sensibilidade dos microdispositivos podem ser melhoradas quando os grafenos são funcionalizados com nanopartículas metálicas. Deste modo, buscamos um aumento da sensibilidade dos imunossensores através do uso do nanomaterial híbrido grafeno funcionalizado com nanopartículas de platina na construção dos microdispositivos. Anticorpos específicos serão imobilizados sobre os grafenos para possibilitar que os eventos de biorreconhecimento com o antígeno CYFRA 21-1 gerem sinais elétricos. Avaliaremos então a capacidade dos dispositivos em detectar e quantificar concentrações muito baixas do biomarcador tumoral. O desenvolvimento desses dispositivos visa a possibilidade destes sensores se tornarem ferramentas comerciais portáteis, de baixo custo, eficientes e práticas para o diagnóstico precoce de doenças graves como o câncer de pulmão.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARRAGAN, JOSE T. C.; DA SILVA, EVERSON T. S. G.; DE MORAES, ANA C. M.; KUBOTA, LAURO T. A novel approach for electroanalytical determinations employing discharge of pseudocapacitor by electroactive species. Analytica Chimica Acta, v. 1006, p. 1-9, MAY 2 2018. Citações Web of Science: 3.
DA SILVA, EVERSON T. S. G.; SOUTO, DENIO E. P.; BARRAGAN, JOSE T. C.; GIAROLA, JULIANA DE F.; DE MORAES, ANA C. M.; KUBOTA, LAURO T. Electrochemical Biosensors in Point-of-Care Devices: Recent Advances and Future Trends. CHEMELECTROCHEM, v. 4, n. 4, p. 778-794, APR 2017. Citações Web of Science: 31.
MAZARIN DE MORAES, ANA CAROLINA; KUBOTA, LAURO TATSUO. Recent Trends in Field-Effect Transistors-Based Immunosensors. CHEMOSENSORS, v. 4, n. 4 DEC 2016. Citações Web of Science: 18.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.