Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da retenção de fármacos anti-hipertensivos em cromatografia com fluido supercrítico de ultra alta eficiência e desenvolvimento de métodos empregando ferramentas quimiométricas

Processo: 16/04474-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Márcia Cristina Breitkreitz
Beneficiário:Gabriel de Andrade Maciel
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Quimiometria   Anti-hipertensivos   Síntese de fármacos   Propriedades físico-químicas   Cromatografia com fluido supercrítico   Cromatografia líquida de alta eficiência   Métodos de análise   Modelos matemáticos

Resumo

A Cromatografia com Fluido Supercrítico de Ultra Alta Eficiência (Ultra High Performance Supercritical Fluid Chromatography, UHPSFC) é uma técnica analítica inovadora que começou a despontar mundialmente a partir do lançamento dos primeiros equipamentos comerciais, em 2012. Nesta técnica, emprega-se como fase móvel um gás no estado supercrítico (normalmente o dióxido de carbono, CO2) associado a pequenas quantidades de solventes orgânicos (1-30%), adicionados para modificar sua seletividade. Devido à reduzida viscosidade da fase móvel, é possível utilizar vazões mais elevadas, resultando em análises mais rápidas com alta eficiência cromatográfica. Estes aspectos permitem significativa redução no consumo de solventes, o que está de acordo com os preceitos da "Química Verde". A composição da fase estacionária e da fase móvel juntamente com a temperatura e pressão do fluido supercrítico controlam a retenção nesta técnica de maneira complexa e pouco compreendida até o momento, sendo pontos-chave para o seu desenvolvimento no futuro. Este projeto tem por objetivo melhor compreender a retenção de analitos com diferentes características físico-químicas em função das variáveis experimentais mencionadas. Os analitos selecionados são os fármacos anti-hipertensivos atenolol, propranolol, losartana, clortalidona e hidroclorotiazida, devido a sua grande importância econômica no cenário nacional e internacional e a sua ampla faixa de polaridade. Estes fármacos podem ser utilizados isoladamente ou em associações, na chamada terapia combinada, muito usada em tratamentos de hipertensão. Devido à presença de interações entre as variáveis experimentais, métodos multivariados de Planejamento e Otimização Experimental serão associados ao desenvolvimento analítico para a geração de modelos matemáticos que descrevam a retenção dos analitos em função das condições experimentais. Este enfoque vem sendo altamente incentivado em âmbito internacional por agências regulatórias da área farmacêutica, como pode ser observado pela introdução da iniciativa denominada Analytical Quality by Design (A-QbD).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)