Busca avançada
Ano de início
Entree

Experimentação e prudência nas pesquisas educacionais deleuze-guattarianas

Processo: 16/04492-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Fundamentos da Educação
Pesquisador responsável:Cintya Regina Ribeiro
Beneficiário:Christian Fernando Ribeiro Guimarães Vinci
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Experimentação   Gilles Deleuze   Filosofia da educação

Resumo

Partindo da hipótese de que há uma tensão instaurada no interior da filosofia de Gilles Deleuze e Félix Guattari, derivada de um embate entre uma incitação à experimentação radical de certas formulações e uma exigência pela construção de certa prudência procedimental, propomos analisar os prováveis desdobramentos desse conflito nas apropriações do pensamento da diferença deleuze-guattariano pelo campo educacional. Em pesquisa anterior (Vinci, 2014), constatamos um aumento considerável de trabalhos envolvendo o dispositivo conceitual de Deleuze e Guattari nas discussões em educação, ao longo do intervalo entre 1990 e 2013 e de acordo com sondagem realizada nas revistas educacionais que compõem os estratos A1 e A2 da tabela Qualis. Concomitante a esse movimento, percebemos uma preocupação recente com questões de cunho metodológico emergindo no interior dessa produção. Acreditamos que essa espécie de guinada metodológica deleuze-guattariana expressa, de algum modo, aquela tensão armada no interior da filosofia de Deleuze-Guattari. A fim de conduzir tal discussão, buscaremos compreender como os autores franceses operam com suas próprias formulações, a linha tênue estabelecida entre experimentação e prudência nas obras integrantes da coleção Capitalismo & Esquizofrenia, e pensar quais as implicações dessa discussão para a produção deleuze-guattariana no campo educacional. Paralelamente, por meio de certo atravessamento da literatura de Enrique Vila-Matas, procuraremos desdobrar essa discussão almejando pensar as possibilidades e as potencialidades para o campo educacional de um método de trabalho radical envolvendo prudência e experimentação. Este projeto, por conseguinte, procurará operar a partir da triangulação filosofia-educação-literatura, problematizando um elemento comum a essas searas distintas, qual seja: o pensamento inventivo.