Busca avançada
Ano de início
Entree

Pedro Américo e a Exposição Geral de 1884: pintura histórica religiosa e orientalismo

Processo: 16/01908-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Elaine Cristina Dias
Beneficiário:Fabriccio Miguel Novelli Duro
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/08424-5 - Pedro Américo e a Exposição Geral de 1884: Pintura Histórica Religiosa e Orientalismo, BE.EP.MS
Assunto(s):História da arte   Museus de arte   Pinturas (arte)   Século XIX

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo o estudo de três pinturas conservadas no Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro: David e Abisag (1879), Judith e Holofernes (1880) e Moisés e Jocabed (1884), realizadas pelo pintor Pedro Américo (1843-1905). Tais pinturas representam cenas do Antigo Testamento e foram expostas em 1884 na 26ª Exposição Geral organizada pela Academia Imperial de Belas Artes. Pesquisaremos estas obras em suas concepções formais e temáticas, enfatizando sua relação com a retomada da pintura histórica religiosa no século XIX e as mudanças desse gênero específico ocorridas neste período, assim como as modificações ocasionadas pelo orientalismo nas artes. Pretende-se, também, compreender o lugar dessas pinturas no conjunto da obra de Pedro Américo e sua relação com as telas de outros artistas do mesmo período, em âmbito nacional e internacional, interpretando-as no contexto artístico em que foram produzidas e analisando a fortuna crítica que originaram. (AU)