Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da eficiência de um sistema de armazenamento de pequenas quantidades de material biológico em cartão associado a um método de diagnóstico e quantificação molecular de última geração

Processo: 16/10081-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Dante Gavio
Beneficiário:Dante Gavio
Empresa:Dentillo e Gavio Identificação e Quantificação Molecular Ltda. - ME
Vinculado ao auxílio:15/01096-7 - Análise da eficiência de um sistema de armazenamento de pequenas quantidades de material biológico em cartão associado a um método de diagnóstico e quantificação molecular de última geração, AP.PIPE
Assunto(s):Virologia   Infectologia   Técnicas de diagnóstico molecular   DNA   Vírus da hepatite B   Reação em cadeia por polimerase (PCR)

Resumo

Recentes surtos epidêmicos demonstram que uma intervenção adequada e eficaz nos cuidados agudos e na fase seguinte de doenças emergentes e reemergentes, dependem da detecção rápida e segura do agente patógeno. Existe crescente demanda por diagnósticos que consigam determinar o agente causador da doença de maneira sensível e específica, e quantificá-lo de forma acurada nos estágios iniciais da infecção. Também é necessário garantir a segurança e facilidade dos protocolos de coleta, armazenamento, transporte e manuseio de amostras biológicas. No presente projeto, pretende-se avaliar a viabilidade de um sistema que integre armazenamento e transporte de amostras biológicas, por meio de cartões, aliados à identificação e quantificação de ácido nucleico, usando uma técnica nova e altamente precisa, a PCR digital (dPCR). Inicialmente realizaremos a técnica de dPCR em amostras de DNA de pacientes soropositivos para o vírus da Hepatite B Humana (HBV) para comparar com os resultados obtidos por meio de PCR em tempo real (RT-qPCR), técnica padrão-ouro atual. A segunda etapa da pesquisa compreende a coleta de amostras de sangue de pacientes HBV-positivos, as quais serão divididas em 2 partes: uma delas será processada para isolamento de DNA, e a outra será aplicada em cartão, o qual será processado para recuperação do DNA impregnado nele. Posteriormente serão realizadas RT-qPCR e dPCR com amostras de DNA obtidas em ambos os procedimentos. Espera-se, com isso, o desenvolvimento de um novo sistema que permita oferecer diagnóstico molecular de forma mais eficiente (com maior rapidez, maior sensibilidade, maior precisão e menor custo) que o atual. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.