Busca avançada
Ano de início
Entree

Extensão do formalismo quântico de reações diretas de múltiplas etapas

Processo: 16/07398-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Nuclear
Pesquisador responsável:Brett Vern Carlson
Beneficiário:Emanuel Vicente Chimanski
Instituição-sede: Divisão de Ciências Fundamentais (IEF). Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Ministério da Defesa (Brasil). São José dos Campos, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/13693-5 - Comparação de cálculos de reações de pré-equilíbrio em modelos de reações diretas de múltiplas etapas, BE.EP.DR

Resumo

Reações nucleares de pré-equilíbrio ocorrem em uma escala de tempo intermediária entre as rápidas reações diretas e as lentas reações de evaporação do núcleo composto. Com o aumento da energia do projétil, as reações de pré-equilíbrio se apresentam como um componente cada vez mais destacado nos espectros e distribuições angulares de reações nucleares sendo de importância especial em aplicações utilizando feixes energéticos de nucleons tais como, por exemplo, em terapia com feixe de prótons ou "accelerator-driven systems". Embora seu estudo iniciou-se há mais de 50 anos atrás, devido a sua complexidade, ainda não existe uma descrição bem fundamentada delas. Os únicos modelos quânticos destes processos foram propostos 30 anos atrás e se limitam a processos de emissão de apenas uma partícula. Estes também utilizam hipóteses estatísticas e aproximações dificilmente justificáveis. Nossa meta concentra-se em analisar as primeiras duas etapas de uma reação de pré-equilíbrio e estender o formalismo quântico para incluir até duas partículas no contínuo após a primeira colisão e até três após a segunda colisão, os números máximos de partículas permitido fisicamente. Além disso, também pretendemos estudar em detalhe a coerência/incoerência entre os pares de excitações que levam a um mesmo estado após a segunda colisão.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.