Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do anti-inflamatório não-esteroidal meloxicam na função cardiorrespiratória de Colossoma macropomum

Processo: 16/04467-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Luiz Henrique Florindo
Beneficiário:Isadora Anello de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia   Taxonomia dos grupos recentes   Anti-inflamatórios esteroides   Inflamação   Sistema imune   Colossoma macropomum

Resumo

A inflamação é a reação do organismo contra agressões causadas por agentes físicos, biológicos e químicos, que desencadeia ações coordenadas pelo sistema imunológico. É uma reação complexa que consiste de respostas vasculares, migração e ativação de leucócitos e reações sistêmicas. A sua principal característica é o acúmulo de fluido e leucócitos nos locais de injúria. Existem vários mecanismos que explicam suas ações, envolvendo desde agentes de regulação local, além de substâncias liberadas pelo sistema nervoso. Por isso a inflamação é ajustada de acordo com a intensidade e persistência do estímulo que a desencadeou. Os efeitos da inflamação podem ser bloqueados com o uso de drogas que atuam seletivamente inibindo essas ações. Essas drogas anti-inflamatórias podem agir como inibidoras das ciclooxigenases, que é o caso dos anti-inflamatórios não-esteroidais (AINES), ou alterando a transcrição de genes relacionados aos processos inflamatórios, como os anti-inflamatórios esteroidais (AIES). Anti-inflamatórios esteroidais são as drogas que mimetizam os efeitos de glicocorticoides bloqueando a síntese de derivados do ácido araquidônico. Os glicocorticóides também podem bloquear a liberação de citocinas pró-inflamatórias. Já no caso dos anti-inflamatórios não-esteroidais, a ação deles se dá diretamente nas enzimas ciclooxigenases, o que reduz a síntese do ácido araquidônico em prostaglandinas. Estas são responsáveis por promover vasodilatação, sensibilizar nociceptores e estimular os centros termorreguladores do hipotálamo. Por isso os efeitos dos AINES possuem um amplo espectro de atuação, como analgesia, anti-inflamação, antipirese e também antitrombótica. Não existem relatos do uso de anti-inflamatórios após cirurgias realizadas para análises cardiorrespiratórias em peixes, e por esse motivo não se sabe se esses medicamentos terão alguma influência na função cardíaca e/ou respiratória. Assim criou-se o objetivo do presente trabalho: estudar a ação do anti-inflamatório não-esteroidal Meloxicam na função cardiorrespiratória do peixe Colossoma macropomum.