Busca avançada
Ano de início
Entree

Gerenciamento de base de dados de torres de fluxo e estudo dos ciclos de carbono e água em diferentes escalas temporais

Processo: 16/09688-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Convênio/Acordo: Pesquisa Colaborativa GOAmazon
Pesquisador responsável:Celso von Randow
Beneficiário:Gilberto Pedro da Silva Júnior
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/50529-8 - Interação entre fluxos de superfície e concentrações de aerossóis no gatilho de chuvas convectivas, AP.PFPMCG.R
Assunto(s):Banco de dados   Amazônia   Balanço hídrico   Ciclo do carbono   Clima   Observação meteorológica

Resumo

Fluxos de carbono, água e calor na interface entre a atmosfera e a vegetação na superfície são componentes chave de diversas pesquisas que estudam os perfis verticais da camada superficial da atmosfera, as trocas de compostos orgânicos voláteis biogênicos, ou os balanços de carbono e água na escala dos ecossistemas. As torres micrometeorológicas fornecem dados de variáveis ambientais e fluxos de carbono, água e energia na interface entre a vegetação e a atmosfera. As variáveis meteorológicas, como a temperatura do ar, pressão, umidade relativa, entre outras, são usualmente armazenadas a cada 30 minutos em registradores de dados e outros devices. Os sistemas de medidas de fluxo, compostos geralmente por um anemômetro ultrasônico e um analisador de gás, operam em alta frequência (>10 Hz) e requerem uma complexa sequência de algoritmos de pós-processamento para converter um alto volume de dados em valores de fluxos médios de carbono, água e calor. Neste plano de trabalho, uma metodologia de pós-processamento dos dados meteorológicos e de fluxo é proposta com o objetivo de produzir uma base de dados de torres de fluxo que pode ser distribuída publicamente ao final do projeto. Além disto, os dados acumulados durante o projeto serão reportados para descrever os balanços de água, carbono e energia nos principais sítios experimentais associados, contribuindo para o entendimento da interação entre a floresta amazônica e o clima regional. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.