Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de fatores que induzem a liberação de microvesículas contendo moléculas de superfície do Trypanosoma Cruzi envolvidas na invasão celular

Processo: 16/07159-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Nobuko Yoshida
Beneficiário:Guilherme Hideki Takahashi Sant'Ana
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Tripomastigotas metacíclicos   Invasão celular   Vesículas extracelulares   Trypanosoma cruzi

Resumo

Observações recentes têm indicado que formas metacíclicas do Trypanosoma cruzi liberam espontaneamente moléculas de superfície para o meio, seja em vesículas ou na forma solúvel. Há também indicações de que diferentes cepas de T. cruzi liberam as referidas moléculas de maneira diferenciada e dependente do meio, o que influencia a invasão celular. Os fatores que determinam a liberação diferencial não são conhecidos. Vias de sinalização que são diferencialmente ativadas durante a invasão nas formas metacíclicas de cepas pouco invasivas, como a cepa G, ou muito invasivas como a cepa CL, teriam algum papel no processo de liberação de moléculas de superfície, em particular da gp82 e gp90, que funcionam respectivamente como mediador e regulador negativo da invasão celular? Para tentar responder essa questão e identificar os fatores envolvidos na liberação de gp82 e gp90 pelas formas metacíclicas das cepas G e CL, pretendemos: i) analisar por "Western blot" os níveis das moléculas gp82 e gp90 liberadas em diferentes meios pelos parasitas tratados ou não com diversas drogas que interferem com componentes envolvidos na sinalização, ii) examinar a cinética de liberação de gp82 e gp90 em diferentes meios pelos parasitas tratados ou não com as diferentes drogas, iii) determinar a capacidade de invasão celular das cepas G e CL na ausência e na presença de meio condicionado dos parasitas obtido em diferentes condições.