Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da pigmentação extracutânea de duas populações de Physalaemus cuvieri (Anura: Leptodactylidae) e sua correlação com fatores abióticos

Processo: 16/04125-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Classius de Oliveira
Beneficiário:Nayara dos Anjos Vicente
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Morfologia animal   Pigmentação   Anura   Physalaemus

Resumo

Os anuros possuem o sistema pigmentar extracutâneo, constituído por melanócitos, os quais possuem intensa pigmentação e são responsáveis pela síntese de melanina, e por melanomacrófagos, os quais possuem atividade fagocítica. Estes pigmentos são encontrados no fígado, baço, rins, peritônio, pulmão, coração, vasos sanguíneos, timo, gônadas e meninges. O sistema pigmentar pode ser alterado devido aos estímulos ambientais e por condições endógenas. A partir disso, a pesquisa propõe avaliar alterações na pigmentação visceral superficial e hepática em nível histológico de duas populações de Physalaemus cuvieri. Os animais serão coletados e eutanasiados para exposição da cavidade abdominal, a qual será fotografada em microscópio estereoscópico. Os órgãos pigmentados serão identificados e classificados quanto à quantidade de pigmento. Fragmentos de fígado serão retirados e submetidos à rotina histológica para quantificação de melanina. Além disso, será avaliado o padrão de pigmentação de iridóforos no pericárdio. Os dados obtidos serão submetidos a análises estatísticas de normalidade e homogeneidade, seguido de análises de variância. Além disso, serão realizados testes de correlação da quantidade de melanina hepática com fatores abióticos que serão medidos em campo (radiação UV, umidade, temperatura e fotoperíodo) e contaminantes ambientais presentes em poços d'água nos locais de coleta. Dessa forma, será avaliado o padrão pigmentar da espécie, assim como os efeitos da qualidade ambiental na pigmentação hepática do anuro em dois locais distintos, assim eventuais diferenças interpopulacionais serão detectadas. (AU)