Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação in vitro do potencial do Laser de CO2 (10,6 µm), associado ou não ao fluoreto estanhoso, em prevenir lesão de erosão em esmalte dental humano e bovino

Processo: 16/08101-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 31 de maio de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Patricia Moreira de Freitas Costa e Silva
Beneficiário:Yael Engel
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Erosão dentária

Resumo

Considerando os resultados positivos da literatura quanto à utilização do laser de CO2 (10,6 µm) na prevenção de lesões de cárie e os resultados promissores em relação à redução da erosão de esmalte, o objetivo deste estudo in vitro é avaliar o potencial de um laser de CO2 em prevenir lesão de erosão em esmalte dental humano e bovino. Quarenta e oito fragmentos de esmalte dental humano e 48 fragmentos de esmalte dental bovino serão selecionados e divididos aleatoriamente em 04 grupos experimentais (n=12): G1 - nenhum tratamento (controle negativo); G2 - solução de AmF/NaF/SnCl2 (controle positivo, pH 4,5); G3 - laser de CO2 (10,6 µm) e G4 - solução de AmF/NaF/SnCl2 + laser de CO2 (10,6 µm). Após os diferentes tratamentos de superfície, as amostras serão submetidas a 04 dias de ciclagem erosiva através de 02 imersões alternadas em soluções de ácido cítrico (0,65%, pH 3,6, 4 minutos, 2x/dia) e solução remineralizadora. Por último, serão realizadas a determinação da perda de tecido superficial por meio de perfilometria óptica sem contato (em micrometros) e a análise qualitativa da morfologia de superfície através da Microscopia Eletrônica de Varredura. Os resultados da perfilometria óptica serão submetidos a testes de homogeneidade e normalidade para determinação do teste estatístico mais adequado (±=5%).